Na tarde desta quarta-feira (13), o São Paulo anunciou a saída do técnico Hernán Crespo. A decisão foi encarada com surpresa pelos torcedores e imprensa, visto que mesmo pressionado, o treinador estava tendo respaldo da diretoria, que horas antes afirmou que o argentino ficava. 

Ainda na quarta, mais um empresário criticou a conduta de Crespo com os jogadores. O agente de Benítez teceu diversos comentários sobre o técnico e afirmou que o seu jogador só ficaria em caso de saída do então comandante. 

O treinador não aguentou o mal momento da equipe no Campeonato Brasileiro. O clube está somente na 13ª colocação e corre sérios riscos de cair para a segunda divisão e além disso, ficar fora de competições continentais como a Copa Sul-Americana e Libertadores. 

Hernán Crespo deixa o São Paulo com o ''peso'' de tirar o clube da fila de títulos. A equipe conquistou o Campeonato Paulista no início da temporada, quebrando um jejum de títulos que durava nove anos e incomodava o torcedor e criava pressão ano após ano. 

Nas outras competições, Crespo também foi ''mal'', mas colocou o time nas fases ''projetadas'' pela diretoria, em metas estipuladas no início do ano. Na Copa do Brasil foi eliminado pelo Fortaleza e na Libertadores pelo Palmeiras, ambas nas quarats de final.