O Mundo inteiro está aos pés do argentino Lionel Messi. O astro foi o grande responsável por levar a Seleção Argentina ao seu Tricampeonato Mundial, fato esse que não acontecia há 36 anos, quando outro camisa 10, Diego Maradona, levou os Hermanos ao seu segundo título Mundial, no México. O atacante do PSG foi eleito o melhor jogador da Copa do Mundo, vice-artilheiro (com sete gols) e ainda marcou dois dos três gols da equipe sul-americana na decisão, contra a França.

 

 

Diversos jogadores e ex-jogadores do planeta se renderam ao que o camisa 10 fez nesta Copa do Mundo. Entre eles, podemos citar o Rei Pelé, Neymar, Ronaldo Fenômeno, Gérson Canhotinha de Ouro, Gabriel Batistuta, Christian Vieri, entre outros. Além deles, o ex-meio-campista do Liverpool e da Seleção Inglesa, Steven Gerrard, não deixou de elogiar Lionel Messi.

 

 

O jogador que disputou as Copas de 2006, realizada na Alemanha, a de 2010, na África do Sul, e a de 2014, a segunda na história sediada pelo Brasil, fez uma publicação em seu Instagram em que ele coloca uma foto de Messi beijando a taça da Copa do Mundo. Na legenda, o ex-jogador do English Team foi simples e direto, chamando o atual capitão da Albiceleste de “icônico”.

 

 

 

Lionel Messi entrou para a história não apenas por trazer o Tri para a Argentina, mas também passou Gabriel Batistuta ao se tornar o maior artilheiro de sua seleção em Copas. Com 13, ele ficou apenas três gols atrás do alemão Klose, o maior artilheiro da história dos Mundiais, com 16. O brasileiro Ronaldo, com 15, e o alemão Gerd Müller, com 14, também estão à sua frente, porém, ele empatou com o francês Just Fontaine.