Guimarães ignora Flamengo e bota CAP como prioridade em retorno

Futebol: Mais notícias

Futebol Athletico Paranaense

Mesmo com investida do Flamengo, Guimarães prioriza Athletico em possível volta: "Não brilho os olhos por outro"

Meio-campista fez poucos jogos pelo Lyon-FRA, mas já causou admiração no futebol europeu, sempre monitorado pelos athleticanos. Camisa 39 enfatiza que, em caso de retorno ao Brasil, o CT do Caju é sua primeira opção

Bolavip

Guimarães ignora Flamengo e bota CAP como prioridade em retorno

Guimarães ignora Flamengo e bota CAP como prioridade em retorno

Após ser um dos destaques do Athletico Paranaense na última temporada, inclusive conquistando o título da Copa do Brasil, Bruno Guimarães não só chamou a atenção do técnico Tite como também fez dois grandes times europeus disputarem a sua contratação na última janela europeia. Quem levou a melhor foi o Lyon, que por R$ 93 milhões, conseguiu vencer a disputa sobre o Atlético de Madrid e ficou com o meio-campista. 

 

 

Mesmo estando em alta no futebol (o Barcelona já demonstrou interesse no volante), o atleta não esquece o Furacão. Em entrevista ao canal DAZN, o jovem passou a limpo sua trajetória no clube desde quando lá chegou, em 2017, e levou os torcedores à loucura com a declaração dando conta que, se voltar a jogar no Brasil no futuro, esse time será o Athletico por tudo que construiu e o carinho que tem por todos, além de não “brilhar” os olhos por outro clube do país. 

Bruno Guimarães revelou que se voltar a jogar um dia no Brasil ele escolherá o Athletico Paranaense mais uma vez. Foto: Divulgação/Twitter

 

“Pelo que a gente fez no Athletico, não consigo brilhar os olhos por nenhum outro clube que não seja o Furacão. Não me vejo vestindo outra camisa no Brasil que não seja do Athletico. Sei que não posso fechar as portas para nenhum clube, mas dando tudo certo aqui (na Europa), não vejo como voltar para outra equipe no Brasil que não seja o Athletico", revelou o meio-campista, que afirmou ser ídolo do clube paranaense por tudo que fez nos três em que defendeu o Rubro-Negro.

 

 

“Me considero (ídolo). O torcedor tem um carinho muito especial por mim. Quando eu cheguei, eu voltei pros aspirantes, então é como se eu tivesse saído da casa do clube. O Athletico tinha tudo, estrutura, tinha estádio, mas faltava rechear com um pouco mais de títulos. O clube precisava de uma Sul-Americana, um intercontinental, um nacional, e conseguiu conquistar tudo. Por isso eu sei que consegui marcar meu nome na história do clube", concluiu o volante, que conquistou a primeira Copa Sul-Americana e Copa do Brasil do Athletico Paranaense e um Campeonato Estadual.

 

O amor do jogador pelo Athletico é tão grande que antes do Lyon entrar na parada para levá-lo para França, Marcos Braz e Jorge Jesus fizeram de tudo para que o Flamengo fosse seu novo destino. Porém, o craque bateu o pé e avisou à diretoria flamenguista que só sairia do Furacão para jogar no exterior.

Temas:

Leia também




Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.