Neste sábado (15), às 9:30h no horário de Brasília, o Manchester City recebe o Chelsea pela 22º rodada da Premier League. No primeiro confronto entre as equipes, o time de Pep Guardiola venceu por 1 a 0, em pleno Stamford Bridge, em Londres. O Chelsea tenta dar o troco no Etihad Stadium, em Manchester. Guardiola relembrou da boa partida dos Citizens contra os Blues no início da temporada. 

“Foi um desempenho muito bom. Neutralizamos os campeões da Europa quando eles tinham todos os jogadores em forma. Nosso compromisso com e sem a bola foi excepcional. A vitória foi boa, mas amanhã será completamente diferente. Podemos fazer melhor, especialmente no ataque. Eles vão mudar, como disse o técnico do Chelsea. Eles vão mudar sua abordagem e sabem que precisam somar pontos para continuar lá”, destacou o treinador do Manchester City. 

Enquanto isso, Thomas Tuchel, treinador do Chelsea, aproveitou para falar das dificuldades que o Chelsea vinha tendo em relação a desfalques e por Covid-19. Ele decreta a liderança do Manchester City à sorte de não ter tantos casos quanto os outros dois rivais diretos pelo primeiro lugar: Chelsea e Liverpool. O alemão ainda comentou que uma vitória do City pode sim definir o título inglês de forma antecipada. 

“Talvez quem sabe (o título seja definido em caso de vitória do City). Eles lidaram melhor com as lesões e a situação do Covid. Talvez seja sorte ou eles fazem melhor. Eles tiveram menos lesões e menos semanas que sentiram falta deles. Eles não sofreram de Covid como nós sofremos ao longo de muitas semanas, essa é a grande diferença”, disse Tuchel, admitindo que o City é o melhor time no momento. 

O City é o atual líder da Premier League com 53 pontos e apenas duas derrotas na competição e encara o vice-líder Chelsea, com as mesmas duas derrotas, mas com cinco empates a mais em relação aos Citizens. A partida acontece neste sábado (15), no Etihad Stadium. As duas equipes seguem vivas na FA Cup e na Champions League, embora o Manchester City já tenha caído da Copa da Liga Inglesa.