Assim como nos outros clubes, os cofres do Fortaleza também sentiram um impacto drástico na pandemia da Covid-19. Os jogos do Leão do Pici, que costumavam render uma excelente quantia ao clube, infelizmente estão sem torcida. Com isso, formas alternativas de lucrar dinheiro são avaliadas nos bastidores. Jogadores não utilizados devem ser vendidos, gerando ainda mais lucro ao Tricolor. 

Everton Cebolinha, vendido recentemente ao Benfica-POR, pode gerar uma excelente renda ao Fortaleza. A negociação foi fechada por 20 milhões de euros (R$ 127,6 milhões na cotação atual), com pagamento à vista. O Grêmio também ficou com 20% do lucro de em uma futura venda na Europa. O Leão detinha 10% do passe do atleta, mas aceitou reduzir o percentual a fim de efetivar a transação. 

O senador e ex-presidente do Leão, Luís Eduardo Girão, tem direito à parte da receita do Fortaleza na venda de Everton ao futebol português. Sua assessoria pessoal confirmou que o mesmo receberá de volta o mesmo valor que investiu no clube. Além disso, ele também repassará as taxas que excederam ao montante do negócio. O Fortaleza tem direito de receber cerca de R$9,5 milhões em parcela única, além de 1,6% em caso de futuras transações.

“Luís Eduardo Girão esclarece que, antes de ser presidente do Fortaleza, no ano de 2017, fez aportes financeiros ao clube. Em contrapartida a um desses aportes, o Fortaleza deu em garantia parte da possível receita proveniente da negociação do jogador Everton (Cebolinha). A diferença entre o valor dos aportes e o total a ser recebido pela venda do jogador vai ser doada sim, por Luís Eduardo Girão ao clube, quando a negociação for integralmente concretizada"

A nota da assessoria foi publicada em primeira mão pelo portal Diário do Nordeste. Marcelo Paz, atual presidente do clube, já ressaltou a importância do aporte feito por Luís Eduardo Girão num período em que o clube convivia com salários atrasados. Revelado na base do Fortaleza, Éverton não chegou a atuar pelo profissional e foi vendido ao Grêmio por 300 mil em 2013, onde se destacou e chamou atenção de Tite, treinador da Seleção Brasileira.