Diego abre o jogo sobre polêmica do retorno do Fla aos treinos

Futebol: Mais notícias

Futebol Flamengo

Diego dá cara a bater e sobe o tom sobre volta do Flamengo aos treinos: "Não se trata de afronta"

O meia Diego usou as redes sociais para desabafar sobre o retorno aos treinamentos; posicionamento divide opiniões 

Bolavip

Diego abre o jogo sobre polêmica do retorno do Fla aos treinos

Diego abre o jogo sobre polêmica do retorno do Fla aos treinos

O retorno aos treinamentos no CT Ninho do Urubu dividiram opiniões de torcedores e jornalistas. Após diversas conversas e desavenças com a prefeitura e representantes da saúde, o clube carioca manteve o veredito final e iniciou o processo de retorno aos gramados. 

O meia Diego Ribas desabafou sobre a polêmica em uma sequência de postagens nas redes sociais. O jogador usou o Twitter para manifestar seu posicionamento perante o retorno das atividades em meio à pandemia da Covid-19. 

“Nada nos distancia mais do que o ódio e intolerância à opiniões contrárias. Numa época em que precisamos de união, mesmo à distância, isso fica ainda mais evidente... todos no departamento de futebol, incluindo médicos, jogadores e dirigentes, estão unidos para tomar as melhores decisões possíveis neste momento”, declarou. 

Antes da paralisação, o Fla seguia a boa fase da última temporada. Foto: Getty Images

Antes do retorno às atividades, o Rubro-Negro realizou diversas baterias de exames para oficializar um retorno seguro. Algumas semanas atrás, o massagista Jorginho veio a óbito por complicações da doença. 

“Eu me sinto seguro para retornar pois o Flamengo está investindo cada vez mais em estrutura e na ciência para garantir a segurança necessária ao retorno. Não se trata de uma afronta, mas algo bastante debatido internamente. Toda a estrutura oferecida a nós foi a motivação para a nossa decisão. Se não fosse desse jeito, jamais voltaríamos. Continue fazendo o recomendável na quarentena e busque o máximo de informação que puder, de pessoas e órgãos confiáveis”, afirmou o meia. 

No último boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde, foram confirmados 32.089 casos e 3.412 mortes por Covid-19 no estado do Rio de Janeiro. Diego afirmou que entende que a estrutura disponibilizada pelo clube carioca não é a mesma que população do país recebe. 

“Estamos, também, cientes que a realidade preventiva disponível para nós é muito diferente da que a população do nosso país e muitos no mundo inteiro tem. Infelizmente! Buscamos diariamente, de alguma forma, minimizar isso com a nossa relevância adquirida com a pratica esportiva, que conquistamos junto a você ao longo das nossas carreiras. 
Que nenhuma questão ou opinião política nos faça julgar as pessoas e esquecer as causas. Venceremos juntos - com distância recomendada - mais uma vez!”
, completou.

Temas:

Leia também




Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.