arrow_drop_down
search
Foto: César Greco / Ag.Palmeiras/Divulgação

Futebol Internacional

Barcellos deixa Claus em maus lençóis ao expôr áudio do VAR: "Ele recomendou cartão amarelo a Rodinei", informa rádio Grenal

Em conversa com Leonardo Gaciba na CBF, presidente colorado ficou sabendo que Raphael Claus foi convencido pela cabine a mudar sua decisão de campo. "Rodrigo Guarizo, no VAR, argumentou que a entrada foi violenta", informou jornalista Bruno Flores

Bolavip

Foto: César Greco / Ag.Palmeiras/Divulgação

Foto: César Greco / Ag.Palmeiras/Divulgação

A derrota para o Flamengo no Maracanã, no último domingo (21), que lhe tirou da liderança do Campeonato Brasileiro ainda não foi digerida pelo Internacional. Especialmente pela atuação polêmica do árbitro Raphael Claus, que expulsou o lateral-direito Rodinei logo no início do segundo tempo após o VAR chamá-lo no monitor. Em dividida com Filipe Luís, o camisa 22 acabou pisando no tornozelo do rival.

O cartão vermelho a Rodinei foi determinante, já que naquela altura, o duelo estava empatado por 1 a 1. Com um jogador a menos, o time de Abel Braga não conseguiu segurar a pressão dos cariocas e tomou gol de Gabigol no decorrer do tempo. As decisões da arbitragem fizeram a direção colorada se revoltar contra a CBF.

Expulsão de Rodinei causou polêmica entre Inter, CBF e Flamengo (Foto: Buda Mendes/Getty Images Brasil)

Nesta segunda-feira (22), o presidente Alessandro Barcellos compareceu à sede da CBF, no Rio de Janeiro, e ouviu os áudios da cabine do VAR do duelo entre Flamengo e Inter. O jornalista Bruno Flores, da rádio Grenal, entrou em contato com o cartola e apurou que, a princípio, Claus não queria dar cartão vermelho diretamente a Rodinei. Um amarelo seria o suficiente, na visão do árbitro de campo.

"Claus viu o lance de Rodinei como acidental. O auxiliar, também. E recomendou cartão amarelo. Rodrigo Guarizo, no VAR, chamou argumentando que a entrada foi violenta, e não acidental. Claus foi convencido no vídeo. 'Tem razão. Foi violenta' ", relatou Flores em sua conta no Twitter.

Segundo o repórter, Barcellos deixou a sede da CBF mais convicto de que houve falta de critério de Claus em comparação a outros lances no jogo e até em partidas anteriores. Inclusive o presidente teria sugerido a Leonardo Gaciba a utilizar o banco de dados de lances e padronizar com os árbitros brasileiros.

Polêmicas à parte, Inter e Flamengo seguem brigando pelo título do Brasileirão e a última rodada, na próxima quinta-feira (25), promete ser eletrizante. No Beira-Rio, o Colorado recebe o Corinthians, enquanto que o Rubro-Negro encara o São Paulo no Morumbi. Se o time de Abel vencer, terá que torcer para que o rival não ganhe em São Paulo. Se o Internacional vencer em casa e contar com empate em São Paulo x Flamengo, ficará com o título por ganhar no saldo de gols (nessa hipótese, os dois terminariam empatados com 72 pontos).

Temas:

Leia também


Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.