A Seleção Brasileira terá muitas mudanças em relação à equipe que entrará em campo nesta terça-feira (29), às 20h30 (de Brasília), diante da Bolívia, em La Paz, pela última rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo. O Brasil é o líder e já tem a classificação assegurada ao Mundial do Catar; a Bolívia é a penúltima colocada e não tem mais chances de chegar nem mesmo à repescagem.

Desta vez, o técnico Tite fará muitas mudanças na equipe que começa jogando a partida. Ao todo, serão sete mudanças no time titular, como já informou o GE. Em relação à vitória sobre o Chile, há três baixas certas: o goleiro Weverton foi cortado por conta de uma lesão na mão, e Santos, arqueiro do Athletico-PR, foi chamado em seu lugar; já os atacantes Neymar e Vini Jr. estão suspensos.

Com as alterações, Tite definiu nomes diferentes em relação à escalação do jogo anterior. A primeira delas é a entrada do lateral-direito Dani Alves, que será o capitão do Brasil neste duelo, visto que Thiago Silva, capitão contra o Chile, estará no banco. No lugar dele, entrará Militão. Fechando as mudanças na defesa, o lateral-esquerdo Alex Telles substitui Arana.

No meio-campo, dois novos nomes: Fabinho e Bruno Guimarães começarão jogando, enquanto Casemiro e Fred irão para o banco. No ataque, fechando as alterações, os escolhidos de Tite para substituir os nomes suspensos são Philippe Coutinho e Richarlison - ambos marcaram na partida anterior, entrando no segundo tempo.

O Brasil enfrentará a Bolívia escalado com: Alisson; Dani Alves, Marquinhos, Éder Militão e Alex Telles; Fabinho e Bruno Guimarães; Antony, Lucas Paquetá e Philippe Coutinho; Richarlison.