A treinadora da Seleção brasileira Pia Sundhage convocou nesta terça-feira (31) o grupo que vai defender a amarelinha em dois duelos com a Argentina no próximo mês, em coletiva de imprensa que foi transmitida pela CBF TV. Com novos nomes e ausência da goleira Bárbara na lista, a técnica falou sobre sua aposta na nova geração do futebol feminino.

 

 

 

“Pra nós obtermos um resultado diferente, é preciso fazer as coisas de formas diferentes, e diferente significa que a gente precisa ter algumas novas jogadoras e ver como elas se combinam e chegam a um time coeso”, disse Pia Sundhage sobre sua lista com 23 convocadas para os duelos preparatórios do Brasil pré-Copa América Feminina — Torneio que será realizado em 2022.

 

 

 


“Estamos tentando essas novas jogadoras com as antigas, em uma fórmula sucesso. Acredito realmente que é importante nós falarmos do ano que vem, da Copa América, mas também temos que ter a coragem de olhar para as jogadoras um pouco mais jovens com novos olhos, e ver se nós podemos agir de forma diferente na Copa do Mundo [2023], nos qualificarmos e obtermos um resultado melhor no Mundial”, completou.

 

 

 

 

 

 

Em sua lista, a goleira Bárbara, peça-chave no grupo há tempos, ficou de fora. No entanto, Pia manteve Marta, e questionada sobre essa possível contradição ao seu slogan de renovação do grupo, a treinadora afirmou que “falando da Marta, ela obviamente é muito importante no passado, no presente e, vamos ver também, se ela continuará sendo importante no futuro. Tudo tem a ver com o time, na minha opinião, [e] claro que ela pode ajudar o time, se ela estiver saudável e quiser.”

 

 

 

 

 

 

 


Sobre as Olimpíadas de Tóquio

 

 

 

Sobre a campanha do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio, a treinadora foi autocrítica, afirmando que poderia ter sido melhor em certos detalhes, mas retomou seu discurso sobre aproveitar a jornada com o grupo, da necessidade de se jogar de maneira mais livre e de testar novas opções até chegar ao grupo mais coeso.

 

 

 

 

O Brasil enfrenta a Argentina em duas oportunidades: nos dias 18 e 21/9, nos Estádios José Américo de Almeida Filho e Governador Ernani Sátiro, respectivamente.