O Botafogo encara o Coritiba no próximo domingo (29) e como de costume, a definição do técnico Luís Castro sobre os 11 escolhidos para iniciar a partida deve ser passada apenas horas antes do duelo. Tal prática é normal, porém, para a partida no Couto Pereira, o treinador precisa solucionar uma dúvida tática. 

O Glorioso pode ter uma sequência de partidas com a mesma escalação pela primeira vez sob o comando do treinador português, No entanto, Castro também tem a opção de mexer na equipe para tentar melhorar o setor de criação da equipe. O treino deste sábado (28), será determinante para apontar o caminho escolhido.

As atividades desta sexta-feira já indicaram que o Bota não terá quatro jogadores para enfrentar o Coritiba. Joel Carli, Vinícius Lopes, Diego Loureiro e Gustavo Sauer não participaram dos trabalhos e não devem ser relacionados. A baixa mais sentida para o esquema tático de Castro é a de Vinícius Lopes, que conferiu uma dinâmica interessante nos últimos jogos do Bota quando acionado na segunda etapa das partidas. Com isso, o trunfo para alavancar a criação do time é escalar Chay no meio de campo.

Contudo, o Botafogo que vai a campo no Couto Pereira deve ter a provável escalação: Gatito; Saravia, Kanu, Cuesta e Daniel Borges; Oyama, Tchê Tchê (Lucas Fernandes), Chay; Diego Gonçalves (Patrick de Paula) Victor Sá e Erison. O Alvinegro da Estrela Solitária ocupa a quinta posição da tabela do Brasileirão, com 12 pontos. Só não está no G-4 porque tanto o São Paulo quanto o Atlético-MG têm um saldo de gols maior, embora também somam 12 pontos na classificação