arrow_drop_down
search
Foto: Reprodução/YouTube

Futebol Santos

Rueda não tem paz e meio-campista pode ser vendido antes da final da Libertadores; Santos pode lucrar até US$ 1,6 milhão de dólares

Felipe Ximenes e Andrés Rueda se reuniram com o empresário do jogador para conduzir a negociação

Bolavip

Foto: Reprodução/YouTube

Foto: Reprodução/YouTube

Andrés Rueda mal chegou ao Santos e já tem uma série de imbróglios pendentes. O Peixe fechou os números de 2019 com um superávit de R$ 23,5 milhões — o saldo positivo foi turbinado e ficou no azul por causa da venda de Rodrygo ao Real Madrid. No início de junho, o Conselho Fiscal emitiu um relatório apontando diversas irregularidades nas demonstrações financeiras, como uma série de comissões pagas na transferência de BH ao Flamengo.

.

O presidente também tenta lucrar com a venda de alguns jogadores. Veríssimo, por exemplo, já está de saída. Depois de uma longa negociação, o zagueiro foi vendido ao Benfica, no último dia 4 de janeiro, e é esperado em Portugal depois da final da Libertadores. A transação foi fixada em € 6,5 milhões de euros (R$ 43,3 milhões) em três parcelas. Uma delas foi à vista, avaliada no valor de € 2,5 milhões de euros (R$ 16,7 milhões). 

Entre os titulares, Pituca também corre risco de ser vendido. A negociação entre Santos e Kashima Antlers, do Japão, deu uma esfriada, mas voltou à tona nesta quinta-feira (14), segundo informações do GE. O jogador, aliás, marcou um dos gols da vitória por 3 a 0 contra o Boca Juniors. Os japoneses formalizaram uma proposta de US$ 1,6 milhão de dólares (R$ 8,2 milhões) à vista, por 50% dos direitos do meia, em dezembro do ano passado. O Peixe recusou.

Foto: Ivan Storti/Santos FC
Foto: Ivan Storti/Santos FC

Diego Pituca disputou quase todos os jogos do Peixe em 2020 e se tornou uma das peças mais importantes do técnico Cuca. O GE ainda informou que os japoneses estão insistindo na compra do meia e que até melhoraram as condições da proposta, mas os valores ainda são mantidos em sigilo. A diretoria do Santos deixou claro que não quer perder o volante antes da final da Copa Libertadores, no dia 30 de janeiro, e já negocia com o Kashima Antlers.

O negócio está sendo conduzido pelo presidente Andrés Rueda, membros do Comitê de Gestão do Santos, o superintendente de esportes Felipe Ximenes e o empresário de Diego Pituca. Ainda segundo a reportagem, o Peixe entende que é preciso negociar mais jogadores para aliviar os problemas do clube, que pode lucrar uma boa bolada em caso de título da Libertadores. Até o momento de fechamento desta matéria, nenhum diretor se pronunciou oficialmente.

Temas:

Leia também


Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.