arrow_drop_down
search
Gabigol e Arrasca — Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Futebol Flamengo

“Nós temos que dar um jeito”; jornalista torcedor do Inter fica ‘assustado’ com Flamengo

O Mengão entrou de vez na briga pelo título do Brasileirão e a boa fase dos cariocas já chegou ao conhecimento da torcida do colorada, que liga sinal de alerta

Bolavip

Gabigol e Arrasca — Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Gabigol e Arrasca — Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

A torcida do Flamengo finalmente voltou a ficar empolgada após a importante vitória em cima do Palmeiras, pelo Campeonato Brasileiro. O time de Rogério Ceni jogou bem, teve as melhores chances e mereceu ganhar no Mané Garrincha. Agora, o Mengão se prepara para enfrentar o Athletico-PR, na Arena da Baixada, neste domingo (24).

A boa fase rubro-negra já está chamando atenção dos torcedores do Internacional, líder do Brasileirão. Um dos maiores influentes do Colorado na atualidade, o jornalista Fabiano Baldasso fez um vídeo nesta sexta-feira (22) e revelou no título do conteúdo que está assustado com o Mais Querido do Brasil.

“Vocês viram o Flamengo ontem? Eu vi o Flamengo contra o Goiá e contra o Palmeiras. A primeira coisa que eu tenho pra dizer para vocês é o seguinte: meio para frente, Willian Arão, Diego Ribas, Arrascaeta, Bruno Henrique, Everton Ribeiro e Gabigol. Ninguém tem isso na América do Sul! Ninguém tem essa qualidade do meio para a frente em toda a América (...)”, ressaltou.

O jornalista continuou enchendo a bola do Flamengo e disse que o Rubro-Negro é o principal adversário do Internacional nesse Campeonato Brasileiro. Vale lembrar que as duas equipes se enfrentam na penúltima rodada e o confronto será realizado no Estádio do Maracanã.

“(...) Segundo, eles engrenaram. Eles deram um banho no Goiás e ontem eles deram um banho no Palmeiras. Palmeiras titular. Eles engrenaram, eles vêm com tudo e eles são nossos principais adversários para o título, não tenho dúvida disso. (...) Nós não podemos chegar nesse confronto no Maracanã, na penúltima rodada, ao alcance deles. Nós temos que dar um jeito de pelo menos está a três pontos de diferença deles (...)", disse.

Leia também


Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.