arrow_drop_down
search
Jesus rechaçou o contato feito pelo Galo - Foto: Getty Images.

Futebol Atlético-MG

Jorge Jesus diz "não" e Caetano faz exigência sobre novo técnico no Atlético

Com a saída de Jorge Sampaoli confirmada, dirigente já se mexe nos bastidores em busca de encontrar um substituto imediato, mas que esteja dentro das exigências estipuladas no Galo

Bolavip

Jesus rechaçou o contato feito pelo Galo - Foto: Getty Images.

Jesus rechaçou o contato feito pelo Galo - Foto: Getty Images.

Suspenso, o técnico Jorge Sampaoli se despede do Atlético nesta quinta-feira (25), após a partida contra o Palmeiras. Impedido de estar no banco de reservas, o treinador deve ir ao Mineirão acompanhar a partida, mas não vai falar com a imprensa. Nos bastidores, os mineiros teriam feito proposta ao técnico português Jorge Jesus, do Benfica, segundo informações do o canal canal de televisão português TVI.

 

 

Porém, segundo a emissora, o técnico rechaçou a pretensão. Ainda conforme o programa, o Atlético não foi o único time brasileiro a sondar o treinador. Na terça-feira (23), o diretor de futebol do Galo, Rodrigo Caetano, intensificou a procura por um substituto de Sampaoli, mas não quis revelar os nomes sondados. 

 

 

“O treinador tem que estar encaixado no projeto. As conversas vão ser internas para ter o nome. Uma enxurrada de nomes, especulações estão aparecendo. Peço compreensão aos colegas e torcedores que vamos trabalhar conforme as minhas características. De forma silenciosa, criteriosa, para formar a convicção. Na hora que tiver o nome, iremos falar. Enquanto isso, tenhamos calma, que desse lado vamos fazer o possível e impossível para concretizar o nome com toda cautela, respeito e convicção”, ressaltou o dirigente. 

 

Caetano está na busca por um substituto de Sampaoli - Foto: Pedro Souza/Flickr Oficial do Atlético/Divulgação.
Caetano está na busca por um substituto de Sampaoli - Foto: Pedro Souza/Flickr Oficial do Atlético/Divulgação.

 

A intenção é trabalhar nos bastidores em busca de um substituto “perfeito” que tenha aval do presidente Sérgio Coelho e também do que o clube chama de órgão colegiado, grupo chamado de ‘4Rs, composto pelos empresários Rubens Menin, Ricardo Guimarães, Rafael Menin e Renato Salvador. Para isso, segundo Caetano, os postulantes ao cargo passarão por uma seleção rigorosa. 

 

 

“Já vivi situações parecidas e o tempo e a experiência me dizem que precisamos ter cautela para fazer a escolha correta se não, daqui a pouco, daqui três, quatro meses, depois do estadual, ver que não é o perfil, não era o modelo desejado de jogo (...) Nós vamos realmente debater muito. Se for preciso e realmente vai ser, vamos fazer entrevista, dentro das possibilidades em relação à Covid, com aqueles que identificarmos”, disse o diretor de futebol do Galo. 

Temas:

Leia também


Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.