Inter se anima com dupla Cervi e Campaz e D'Alessandro pode ser 'envolvido' em negociação

Futebol: Mais notícias

Futebol Internacional

Inter se anima com dupla Cervi e Campaz e D'Alessandro pode ser 'envolvido' na negociação; reforço teria lugar cativo na Libertadores

Vice-presidente de futebol Alexandre Barcellos deixou claro que as tratativas estão paradas por conta da pandemia do coronavírus, mas dupla de meias interessa a Eduardo Coudet. O ídolo D'Alessandro pode ser um "trunfo" para a vinda de um dos atletas e não é só pela sua lábia

Bolavip

Inter se anima com dupla Cervi e Campaz e D'Alessandro pode ser 'envolvido' em negociação

Inter se anima com dupla Cervi e Campaz e D'Alessandro pode ser 'envolvido' em negociação

Com a parada forçada no futebol brasileiro, o Internacional viu as tratativas por novos reforços ficarem estagnadas. Em pauta, o vice-presidente Alexandre Barcellos confirmou ter consultado a situação dos meias Jaminton Campaz, do Tolima-COL, e Franco Cervi, do Benfica-POR, mas a incerteza sobre quando as competições vão retornar ao normal fez o Colorado recuar, visando economizar nas finanças neste momento. 

De acordo com o jornalista Lucas Collar, especialista nos bastidores do Beira-Rio pelo canal "Vozes do Gigante", ainda que as negociações estejam interrompidas, há chances de a dupla pintar no Inter no segundo semestre. No caso de Campaz, colombiano de 19 anos, o clube gaúcho seria uma vitrine maior para a Europa, enquanto que Cervi vem amargando o banco de reservas em Lisboa. 

Jaminton Campaz enfrentou o Inter pela fase preliminar da Libertadores em 2020. Foto: Getty Images

Para os colorados que pensam ser inviável mais dois estrangeiros pela "cota" atual, o meia Sarrafiore já está na lista de negociáveis do técnico Eduardo Coudet. Além disso, o veteraníssimo e ídolo Andrés D'Alessandro poderia contribuir muito para o projeto do Inter em contratar Cervi ou Campaz pensando até em tri da Libertadores

Tudo passa pelo processo de naturalização do meia, que já vive em Porto Alegre há mais de uma década. Como seus filhos falam português e já estão adaptados ao país, D'Ale é a favor de se tornar brasileiro e aguarda os trâmites finais. Com isso - e se Sarrafiore deixar o clube -, o Inter teria "apenas" quatro estrangeiros - Victor Cuesta, Damián Musto, Paolo Guerrero e Renzo Saravia. 

Pela lei, o Brasil permite até cinco "gringos" relacionados para as partidas de competições, ou seja, o Inter poderia esperar por um dos dois para as competições nacionais e internacionais.  De todos os estrangeiros no atual elenco de Coudet, Musto e Saravia chegaram com aval do técnico. 

Temas:

Leia também




Comentários

Calendario Partidos

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.