A diretoria do Internacional está atenta aos bastidores do mercado da bola, de olho em reforços para qualificar o elenco de trabalho do técnico Mano Menezes. Enquanto o zagueiro Bruno Méndez está de saída após o encerramento das negociações com o Corinthians, o Colorado tem outros alvos no radar e espera anunciar novidades em breve.

Uma das prioridades do Inter é o setor ofensivo. O Clube busca uma alternativa para a referência do ataque e tem alguns nomes na mira. No entanto, outras posições estão no radar e um velho conhecido da torcida voltou a entrar na mira. Com passagem pelo Beira-Rio entre 2014 e 2015, Charles Aránguiz tem acerto apalavrado com o Colorado. 

O retorno do volante chileno, no entanto, não é fácil e se arrasta nos bastidores. Um dos aliados do Inter nas tratativas é o próprio meio-campista, que vem se articulando para resolver a situação junto ao Bayer Leverkusen. O contrato do jogador, de 33 anos, com o clube alemão tem duração até 30 de junho de 2023.  

Em contato com o portal "Revista Colorada", o empresário André Cury, quebrou o silêncio sobre o status da negociação. "O Aránguiz está tentando a sua liberação para voltar ao Inter", informou. O volante, que em janeiro de 2023 poderá assinar um pré-contrato com qualquer equipe, quer antecipar o retorno ao futebol sul-americano e visa um acordo para ser liberado sem custos

Para retornar ao futebol brasileiro, Aránguiz deve topar uma redução salarial. No Bayer Leverkusen, os vencimentos do meio-campista superavam R$ 1 milhão. Desde 2015 no clube alemão, quando foi negociado pelo Inter por 13 milhões de euros (R$ 48,9 milhões, na época), o volante acumula 197 partidas, com 15 gols e 28 assistências.