O Atlético-MG, atualmente, é um dos clubes com maior investimento no Brasil. Com jogadores consagrados como Hulk e Diego Costa, e talentos valiosos como Guilherme Arana, Nathan Silva, Everson e outros atletas, o clube tem um elenco de invejar. E pode melhorar. 

Pelo menos é o que garante Rubens Menin, um dos principais investidores do Galo nos últimos anos. Em entrevista ao canal Fala Galo, o empresário disse que 2021 foi um ano muito difícil, em que dívidas milionárias foram pagas. E que a perspectiva para 2022 é de mais investimento dentro do clube

"Em 2021, a gente tava com uma série de problemas para pagar referente ao passado, além disso não teve público, ficamos sem renda. Em 2022, a gente espera que a pandemia acabe, para ter o retorno de bilheteria; não vamos ter dívida FIFA para pagar, só neste ano foram 90 milhões de reais quitados. Eu acredito que o orçamento para o próximo ano seja menos comprimido", falou na entrevista. 

E mesmo com essa dívida sendo paga, Menin acredita que o Atlético-MG terá que vender algum jogador para poder ter equilíbrio financeiro. "O orçamento do clube não foi apresentado. O Atlético-MG sempre tem que vender alguma coisa, algum jogador. Vender acaba fazendo parte do processo", finalizou o empresário. 

Enquanto nos bastidores os investidores vão "arrumando a casa", o elenco se prepara para um desafio importante. Encara o Cuiabá, neste domingo, 24, às 16h, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro. Se vencer, pode abrir 13 pontos de vantagem para o Flamengo, vice-líder do torneio.