O Internacional fez as pazes com a torcida após bater o Fluminense por 3 a 0 no último domingo (14), no Beira-Rio. Com o resultado positivo, o Colorado voltou ao G-6 com 36 pontos e ainda se aproximou do G-4 do torneio nacional. No entanto, a comemoração dos torcedores não demorou mais que 20 horas. Isso porque o presidente do Inter negou que o Time do Povo tenha interesse no volante chileno Charles Aránguiz. 

O medalhão está de saída do Bayer Leverkusen. Depois de tantas tratativas, o chileno conseguiu fazer com que os alemães aceitassem que o jogador deixasse o clube antes mesmo do contrato se encerrar. Os torcedores do Inter chegaram a comemorar a notícia de fazer planos com Aránguiz para a sequência da temporada. Porém, isso não irá acontecer. E quem garantiu isso foi o presidente Alessandro Barcellos. 

 

 

A situação financeira do time gaúcho foi um dos empecilhos para que o retorno do chileno não virasse realidade. Outro fator determinante foi a eliminação precoce na Sul-Americana. Por fim, a diretoria Colorada não teria muito tempo, já que o prazo para contratar novos reforços vai  até a noite de segunda-feira (15), quando fecha o período de transferências. 

 

 

Em entrevista para o jornalista André Hernan, o mandatário lamentou que não conseguirá trazer o chileno que fez história no clube no passado. Segundo a equipe de reportagem do Globoesporte.com, Aránguiz havia deixado claro para a diretoria que gostaria de voltar ao Beira-Rio, algo que não irá acontecer pelo menos nessa janela de transferências. 

 

“É preciso que os torcedores entendam as dificuldades e os limites que a gente tem pra fazer uma contratação como a do Aránguiz. Não avançamos e, monitorando a situação,  a gente sabe que ainda está distante", afirmou Alessandro Barcellos, Presidente do Internacional, durante um bate-papo com o jornalista André Hernan em sua live no canal no YouTube. Segundo o jornalista Lucas Mello, o chileno queria receber entre luvas e salário cerca de R$ 1 milhão por mês. Isso teria sido o estopim para que Alessandro Barcellos cogitasse em nem avançar nas tratativas.