Bruno Henrique se aproxima de Gabigol na artilharia do Brasileiro

Futebol: Mais notícias

Futebol Flamengo

Bruno Henrique se aproxima de artilharia do Brasileirão e liga "alerta" em Gabigol; a dupla entrou para a história do torneio

Com Gabigol suspenso, o camisa 27 Rubro-Negro marcou três vezes e ficou a dois gols da artilharia

Bolavip

Bruno Henrique se aproxima de Gabigol na artilharia do Brasileiro

Bruno Henrique se aproxima de Gabigol na artilharia do Brasileiro

O Flamengo - e o flamenguista - não cansa de festejar. Desde a conquista da Libertadores, no sábado (23) e do Brasileirão no domingo (24), o Rubro-Negro não para de comemorar. Além dos títulos coletivos, o Mengão domina, também, as conquistas individuais.

Com a suspensão de Gabigol, Bruno Henrique foi improvisado por Jorge Jesus como centroavante no duelo contra o Ceará. O Mengo saiu atrás do placar, mas o camisa 27 tratou de resolver a parada e marcou três vezes - perto do fim, Vitinho ainda deixou dele, assim fechando a goleada por 4 a 1. O resultado culminou na demissão do técnico Adilson Batista, do Vozão.

Contra o Corinthians, no mesmo Maracanã, Gabigol também estava suspenso e Bruno (improvisado como centroavante) também marcou três vezes.

Após 34 anos, o Brasileirão terá artilheiro e vice-artilheiro do mesmo time - feito realizado pelos "homens-gol" do Vasco da Gama, Roberto Dinamite (16 gols) e Arturzinho (14 gols), em 1984. Naquele ano, o Vasco foi o vice-campeão do Nacional, enquanto o Fluminense ergueu o caneco.

Após os três gols marcados contra o Ceará, Bruno Henrique chegou aos 21 tentos feitos no Brasileirão, apenas um atrás de Gabigol, que balançou as redes 22 vezes, mas o camisa 27 não está preocupado com isso.

"Está perto, mas não tenho interesse de ser artilheiro do Brasileiro. O meu interesse era ser campeão. Quem for (artilheiro), Flamengo vai estar bem representado. A gente trabalha para dar o nosso melhor. Ele está dando o dele, eu o meu, por isso que estamos sendo abençoados com gols. O Gabriel é um jogador que eu tenho como irmão. Ele é mais artilheiro do que eu. Eu faço gol para poder ajudar, ele já é mais artilheiro. Fico feliz pelo nosso momento" - destacou Bruno Henrique.

Além dos destaques na competição Nacional, Bruno Henrique e Gabigol fora os "donos" da Libertadores. Com nove gols, o camisa 9 Rubro-Negro foi o artilheiro e Bruno Henrique foi considerado pela Conmebol o 'Rei da América', prêmio dado para o melhor jogador do torneio.

Temas:

Leia também




Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.