arrow_drop_down
search
Análise: 2 pontos que podem fazer diferença ao Flu no Brasileiro

Futebol Fluminense

Análise: expulsão de Hudson e demora de Odair nas mexidas resultam em tropeço do Fluminense

Volante foi expulso ainda na etapa inicial e complicou uma vitória que parecia fácil contra o Atlético-GO

Bolavip

Análise: 2 pontos que podem fazer diferença ao Flu no Brasileiro

Análise: 2 pontos que podem fazer diferença ao Flu no Brasileiro

Na noite da última quarta-feira (02), o Fluminense recebeu o Atlético-GO no Maracanã e não conseguiu sair com os três pontos. O empate por 1 a 1 com um dos piores clubes do Brasileirão foi um balde de água de fria para o grupo de Odair Hellmann após a vitória sobre o Vasco no final de semana. 

Em um jogo morno, o Tricolor conseguiu abrir o placar logo cedo. Aos 6 minutos do primeiro tempo, Nenê cruzou de direita por aquele lado do campo e Evanilson acertou um LINDO voleio. Um pouco depois, o centroavante titular do Flu chegou bem pelo mesmo lado direito, cruzou rasteiro e Marcos Paulo errou. Chance clara e que mais tarde faria falta aos donos da casa.

Michel Araújo também teve boa oportunidade, apesar de não ser tão clara como a do garoto de Xerém. O uruguaio recebeu um lindo lançamento do goleiro Marcos Felipe, cortou para o meio e finalizou firme, mas Jean defendeu. Até aí, tudo indicava uma noite tranquila para a torcida tricolor. Mas não foi bem assim...

Evanilson mais uma vez deixou sua marca goleadora para o Fluminense (Foto: Divulgação)

Tudo começou a ficar ruim quando Nino perdeu a bola no campo de defesa e Hudson, que poderia apenas ter cercado, cometeu falta em Renato Kayzer. Infração desnecessária, ao meu ver, que gerou seu segundo amarelo e a consequente expulsão. 

Com um a menos, a derrota só não veio por incompetência e falta de qualidade do time goiano. Odair acertou ao retornar do intervalo com Yago, mas poderia também explorar mais a velocidade - até fez, só que demorou. O certo seria, além da saída de Marcos Paulo, tirar Nenê e colocar Pacheco. 

Daria mais velocidade nos contra-ataques e, talvez, o Flu conseguisse ampliar o placar. Odair não fez e o resultado nós já sabemos...

Quando resolveu tirar o camisa 77, colocou o garoto Luiz Henrique que, visivelmente, precisa de maturação. Porém não tinha muito o que ser feito, já que Wellington Silva estava fora por suspensão. 

Após o empate, colocou Pacheco, só que aí já era tarde. O peruano não conseguiu fazer muito. Aliás, pouco tocou na bola...

Destaque para o zagueiro Digão que, apesar de ser muito contestado, salvou o Fluminense em diversas oportunidades.

Mais uma vez vale dizer: coragem, Odair! Jogo contra o Atlético-GO era pra vencer. Esses dois pontos podem fazer falta lá na frente...

Temas:

Leia também


Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.