O São Paulo encara o Independiente del Valle neste sábado (1), às 17h, no Estádio Mario Alberto Kempes, na Argentina, em busca de seu segundo título da Copa Sul-Americana. Na última vez que isso aconteceu, o Tricolor ainda tinha Rogério Ceni como goleiro, há 10 anos. Hoje, o comandante pode conquistar seu primeiro título como treinador do seu Clube do coração. Para isso, o profissional conta com Jonathan Calleri, que é tão artilheiro como Luís Fabiano foi durante toda a campanha do Soberano em 2012. 

Até por isso, o repórter André Hernan promoveu um encontro entre os dois artilheiros, onde Calerri pode falar da comparação que a torcida vem fazendo entre ele e Luís Fabiano, dá chance de vencer um título pelo São Paulo e também a oportunidade de vencer um torneio continental tão importante como é a Sul-Americana.  “Na verdade, estou um pouquinho ansioso. Eu voltei aqui para tentar ganhar títulos e, depois de perder o Paulista, é minha primeira grande chance de ganhar um título com a camisa do São Paulo. Obviamente os dias passam muito devagar”, declarou o atacante do Tricolor, que tratou a final da Copa Sul-Americana. 

 

 
 

“Uma final, para mim, das mais importantes da minha carreira, eu não joguei muitas finais e não joguei tantos jogos importantes, mas, em minha pequena história aqui no clube, acho que é o jogo mais importante desde que eu usei a camisa do São Paulo e o intuito é fazer tudo para conseguir esse título”, comentou Calleri, que terminou o bate-papo com Luís Adriano falando sobre as comparações que a torcida tem feito dele com o ídolo são-paulino. 

 

 

 

 

“Vou ser sincero, eu tenho até vergonha de me comparar com você. Sempre falo o mesmo quando seu nome vem aqui no São Paulo, eu tenho lembranças de um jogo muito importante, um Argentina x Brasil, que você jogou muito nesse dia, ganhou de 3 a 0, o Kaká lá em cima”, relembrou o atacante do Tricolor, apontou o xodó do Tricolor que finalizou dizendo a única coisa que ambos têm em comum.

“Você fez muito no futebol. Eu sinto que tenho alguma semelhança, mais pela vontade que você tinha de vestir essa camisa, pela vontade que tinha nos jogos, a parte de fazer gol, o que você fazia dentro de campo. Acho que a gente pode fazer semelhança nesse sentido. Eu, para fazer história aqui no São Paulo como você, preciso começar a ganhar títulos e essa é uma grande chance”, completou o atacante do Tricolor.