Quando a temporada começou, o São Paulo esperava que pudesse fazer uma campanha melhor do que vem apresentando até o momento. As coisas até começaram bem. A chegada de Hernán Crespo deu um novo ânimo e, logo na sua primeira competição, foi campeão do Campeonato Paulista com o tricolor paulista. Mas depois...

A equipe, neste momento, ocupa a 12ª segunda colocação do Campeonato Brasileiro, foi eliminada nas quartas de final da Copa do Brasil, pelo Fortaleza, e caiu diante do Palmeiras também na fase de quartas de final, só que da Copa Libertadores. O momento é de muitas críticas, principalmente em cima de alguns jogadores.

Na noite desta quarta-feira, em partida atrasada da 19ª rodada do Campeonato Brasileiro, a equipe paulista enfrentou o América-MG e, novamente, protagonizou um jogo morno. Empatou em 0 a 0. O resultado, aliás, vem sendo uma tônica da equipe na competição. O São Paulo tem oito empates, sete derrotas e seis vitórias na competição nacional.

Para uma equipe que conta com nomes como Tiago Volpi, Miranda, Reinaldo, Benítez, Rigoni, Pablo, Luciano e, mais recentemente, o retorno de Calleri, esperava-se que o rendimento tivesse menos oscilação do que vem demonstrando desde o fim do campeonato estadual. Se a Libertadores for um objetivo do tricolor paulista, a corrida se tornou bem mais difícil.

O próximo compromisso do São Paulo será uma parada dura. A equipe terá pela frente o líder do Campeonato Brasileiro, Atlético-MG, que está na semifinal tanto da Libertadores, quanto da Copa do Brasil. A partida será neste sábado (25), às 21h, no Morumbi, pela 22ª rodada da única competição em que o time ainda está disputando.