O Palmeiras está em franca crise e o problema do rival do Tricolor Paulista fez com que um atleta do elenco do São Paulo virasse desejo de reforço do outro lado do muro do CT da Barra Funda. Precisando de volante, a torcida do Alviverde logo despertou a sanha para que o volante Luan fosse contratado. A cobiça chegou aos ouvidos do presidente do São Paulo, Julio Casares, que pontuou a situação.

Além das postagens de palmeirenses indicando o meio-campista Tricolor, uma enigmática mensagem de Luan nas redes sociais e emojis respondidos na rede social de Gabriel Menino, levantaram suspeitas de que o jogador pode deixar o Morumbi. Casares foi enfático sobre o tema em entrevista à Rádio Craque Neto.

“O Luan é patrimônio do São Paulo. É um menino que veio da base, um grande jogador. Essa questão de redes sociais em que os posts repercutem é um mundo irreal. Ele está treinando e está tudo bem. É um menino que temos um grande respeito e tem um grande valor. Eu dou risada porque acho engraçado. Estamos convictos que o Luan continua no São Paulo e faz parte do elenco. Vamos seguir em frente”, explicou o presidente do Soberano.

Casares afirmou que Luan não está de saída, mas aproveitou para detalhar um suposto veto de negociações com rivais. O presidente foi transparente ao cravar que não existe tal medida no Morumbi: “Independentemente do rival, ele tem contrato com o São Paulo e vai cumprir. O jogador é como um produto e está sempre à disposição. Não temos um veto, independentemente de qualquer clube. Muito difícil ele sair agora. Quem sabe um dia. Trato isso como folclore no futebol”, finalizou.