Lúcio Barbosa explica saída de Bracks do Vasco

O Vasco fez sua parte, venceu o Red Bull Bragantino e espantou o fantasma da Série B. Nesta quinta-feira (7), o Gigante já começou a se movimentar para a exigida reformulação e demitiu o diretor Paulo Bracks. O dia foi de agradecimentos, reflexão e desabafos na Colina Histórica.

Lúcio Barbosa fez desabafos sobre os bastidores Cruz-Maltinos de 2023 – Foto: Matheus Lima/Vasco.
Lúcio Barbosa fez desabafos sobre os bastidores Cruz-Maltinos de 2023 – Foto: Matheus Lima/Vasco.

Nesse contexto, o CEO Cruz-Maltino, Lúcio Barbosa, fez declarações contundentes sobre a sofrida jornada do Vasco na temporada de 2023. Em entrevista coletiva, Barbosa fez questão de iniciar mencionando a torcida vascaína.

“Queria primeiro agradecer à torcida do Vasco, sentimos muito quando São Januário ficou fechado, e a torcida empurrou o time nos momentos mais difíceis. Sempre na história do Vasco aconteceu isso, desde a construção de São Januário”, declarou o executivo.

Mas, o que chamou atenção, foram os detalhes sobre a demissão de Paulo Bracks: “Já tínhamos conversas sobre os perfis, sobre o que a gente gostaria de fazer diferente. “A decisão foi difícil, porque ele é um grande profissional”.

Lúcio Barbosa explica saída de Bracks do Vasco

Entretanto, Barbosa não deixou de tocar na polêmica que Bracks despertou na torcida e saiu em defesa: “Muitos o criticaram por ele ter sumido, mas acho que foi um grande ato. Ele apareceu na hora ruim e, quando começou a melhorar, deixou os outros aparecerem. Durante essa madrugada a gente conversou bastante, e a decisão foi tomada… era preciso mudar o perfil”.

O CEO desabafou sobre o misto de sentimentos: “Conseguimos algo que era tido como impossível. Essa madrugada, essa manhã, a gente conversou muito e ninguém está feliz no Vasco. A gente está aliviado e muito frustrado por tudo que a gente passou esse ano, e todos somos responsáveis”.

Você aprova o trabalho do CEO Lúcio Barbosa?

Você aprova o trabalho do CEO Lúcio Barbosa?

0 PESSOAS JÁ VOTARAM

O executivo revelou que a situação de 2023 foi bastante debatida e abriu os olhos para o futuro: “O que a gente conversou é que a gente não pode mais aceitar isso. O Vasco não merece isso, e ano que vem a gente vai fazer diferente”.

O que diz a torcida do Vasco