O atacante Diego Souza falou sobre a sua saída do Grêmio e retorno semanas depois durante entrevista coletiva nesta segunda-feira (17). Na ocasião, o atleta detalhou conversas que teve com os dirigentes e do interesse de outras equipes no seu futebol. O atacante ainda afirmou que tinha intenção de se aposentar, mas que repensou se abandonaria o futebol em um momento delicado para os torcedores gremistas.   

 

Assim que acabou a temporada, da maneira que acabou a temporada, seria muito difícil entrar na minha cabeça eu me aposentar com um ano difícil que foi. Logo no início o Grêmio não contava (comigo), não tinha o contato. Com o Sport, além de ter um carinho, além de ser um torcedor do clube, tenho contato muito direto com o presidente, com o diretor Augusto Carreras”.  

A gente conversou muito e eles sabiam da minha prioridade, que era permanecer no Grêmio. A gente começou a conversar, mas não chegamos a acertar valores e outras coisas desse tipo. Quando o Grêmio entrou em contato, a vontade de permanecer seguiu e eu consegui resolver isso bem rapidamente”, completou Diego Souza. 

Quando questionado sobre a preparação da equipe para disputar a Série B, o atacante afirmou não ser necessário se desfazer de todos os jogadores do elenco para disputar a ‘segundona’: “Não é porque caiu que necessariamente tenha que fazer uma limpa geral. Os profissionais são capacitados para saber fazer suas escolhas. Quem ficou aqui com certeza é um escolhido, tem admiração, é um cara que trabalha diariamente. Ninguém ia comprar esse barulho se fosse diferente disso”. 

Todos nós que permanecemos é porque temos muito a oferecer sim. Todos com muita gana, muita vontade de jogar muito esse ano para que a gente possa ter essa oportunidade. Já que a gente participou de um momento ruim, a gente conseguir dar essa volta por cima para que o torcedor possa ficar mais feliz”, finalizou Diego Souza.