O Sport tem convivido com problemas financeiros nesta janela de transferências, o que tem dificultado as investidas por novos jogadores. Ainda assim, a diretoria rubro-negra tem anunciado contratações por empréstimo ou de jogadores que estavam livres no mercado, como nos casos do zagueiro Fábio Alemão, dos volantes Watson, Blas Cáceres e Pedro Naressi, e do atacante Ray Vanegas. Contudo, a busca por outros reforços está congelada no momento.

E o motivo é um fator extracampo. Devido ao aumento de casos da Covid-19 em Pernambuco, o governo do Estado decretou novas medidas de restrições na última segunda (10), e, entre elas, está a diminuição da capacidade dos estádios para 3 mil pessoas, incluindo a Ilha do Retiro. Para assistir ao Sport das arquibancadas, o torcedor precisará apresentar o passaporte vacinal com a comprovação de, pelo menos, duas doses da vacina e um teste negativo para o novo coronavírus.

O vice-presidente de futebol rubro-negro, Augusto Carreras, explicou como isso afeta a busca por novas contratações no mercado: “Talvez tenhamos que diminuir o ritmo (de contratações). Essa decisão de diminuir o público vai tirar um pouco da receita da gente e com isso talvez tenhamos que dar uma segurada um pouco para ver como a pandemia vai se comportar nesses dias e qual vai ser o próximo posicionamento do Governo”, disse o dirigente do Sport ao GE.

O técnico do Leão, Gustavo Florentín, entende que existem carências no elenco para os setores de meio-campo e ataque que precisam ser preenchidas. Augusto Carreras falou sobre isso: “Nesse momento, a procura por mais dois atacantes e um volante estão em standy by. Demos uma segurada nas negociações”, finalizou. Vale lembrar que o Sport está apalavrado com o lateral-direito Ezequiel, o lateral-esquerdo Lucas Hernandez e o meia Alanzinho.