Os bastidores do Beira-Rio estão agitados após mais um resultado negativo na temporada. Na noite da última quinta-feira (10), o Internacional acabou derrotado pelo placar de 3x1 para o Vitória, sendo eliminado na terceira fase da Copa do Brasil. A queda precoce coloca ainda mais pressão sobre o técnico Miguel Ángel Ramírez, que não comandou o time no meio de semana por ter testado positivo para a Covid-19.

A permanência do espanhol no cargo não está garantida e a possibilidade de troca foi avaliada pelo presidente Alessandro Barcellos. Os próximos dias serão decisivos para a alta cúpula se reunir e discutir o futuro de Ramírez. Para o duelo com o Vitória, a equipe teve uma série de mudanças, inclusive no esquema tático, que acabaram não dando resultado.

A responsabilidade é da direção, e nós não planejamos estar aqui falando com vocês após uma eliminação. O trabalho não está entregando, não está performando como havíamos planejado. O Miguel é o nosso treinador. Ele é o treinador contratado do Internacional. Agora temos a obrigação de sentarmos e avaliarmos todo esse processo, sobre forma de jogar, resultados e um conjunto de questões”, disse o presidente. 

Nossa ideia é reunir a partir de agora a nossa equipe e fazer uma avaliação rápida, porque temos jogo no domingo, e tomarmos decisões que diga respeito a todo este contexto, para dar respostas. A comissão técnica do Internacional é composta por Miguel Ángel Ramírez. Ele está afastado. Qualquer correção de rumo, seja técnico, tático e até mental, passa pela direção, comissão técnica e atletas”, adicionou.

Além do presidente, o ídolo Taison pediu a palavra após a eliminação e saiu em defesa do treinador, compartilhando a responsabilidade. “A culpa não é só dele (Ramírez). Nós jogadores também somos culpados. A gente é que entra em campo. Somos treinados para fazer as coisas, que por vezes não acontecem. E a culpa cai no treinador. Temos que saber o que fazer de melhor. A cabeça está desse tamanho. Vai ser f… eu preciso de todos bem com a cabeça, e eu também. Agora é descansar e pensar no domingo”, afirmou o camisa 10.