arrow_drop_down
search
Abel vem conseguindo uma boa evolução - Foto: Ricardo Duarte/Internacional.

Futebol Internacional

"A direção é soberana"; Abel Braga supera Coudet e coloca pressão em Barcellos sobre permanência no Inter

Com números bastante significativos nessas últimas rodadas, o treinador consegue colocar a equipe de volta ao G4, mas ainda não tem sua permanência garantida para 2021

Bolavip

Abel vem conseguindo uma boa evolução - Foto: Ricardo Duarte/Internacional.

Abel vem conseguindo uma boa evolução - Foto: Ricardo Duarte/Internacional.

Depois de bastante pressão desde sua chegada, Abel Braga voltou de Salvador com uma vitória do Inter por 2 a 1 sobre o Bahia, no último domingo (27), na Fonte Nova, pela 27ª rodada do Brasileirão, mas seu futuro ainda é incerto para o final da temporada. O técnico pretende definir sua permanência em "comum acordo" com a nova diretoria ao longo desta semana.

 

 

Mesmo que não permaneça no comando da equipe em 2021, essa decisão será tomada sob uma arrancada que não só consolida seu trabalho, como finca a posição do Inter no G-4. Atualmente, o Colorado é quarto colocado, com 47 pontos e vem de uma crescente dentro de campo nas últimas partidas.

 

 

Essa melhora está claramente estampada nos últimos: há 5 jogos sem perder, somou 11 dos 15 pontos disputados, com aproveitamento de 73,3%. A marca é superior aos 60% de aproveitamento alcançados em 20 rodadas com Eduardo Coudet. Ao todo, Abel soma 52,3% de aproveitamento em sete partidas no Brasileirão até aqui.

 

Galhardo voltou a balançar as redes -  Foto: Ricardo Duarte/Internacional.
Galhardo voltou a balançar as redes - Foto: Ricardo Duarte/Internacional.

 

Essa questão pode ser um suspiro para que o futuro do treinador seja melhor analisado, mas a ideia é que as partes sigam as conversas ao longo dos próximos dias para definir a permanência ou não até antes da virada do ano. Com 11 dias sem jogos pela frente, o comandante chega a falar em permanecer até dezembro de 2021 em sua entrevista coletiva.

 

 

"Vai ser resolvido em comum acordo, como sempre foi. Voltando a melhor palavra que se encaixa em comum acordo. A direção é soberana. A minha ideia é ficar até dezembro do ano que vem. O que for ficar resolvido, eu tenho certeza absoluta que vai ser aquilo pensando no que é melhor do Inter", afirmou o técnico.

Temas:

Leia também


Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.