Faltando 159 dias para a Copa do Mundo de 2022 no Qatar, a Seleção Brasileira é a equipe com mais jogadores que são referências mundiais em suas posições, sendo sete ao todo. Logo em seguida vem Portugal, com seis jogadores; França com cinco; Alemanha com  quatro atletas; Bélgica, Espanha e Inglaterra com 3, Senegal com 2 e, Argentina, Canadá, Coreia do Sul, Croácia, Holanda, Marrocos e Polônia com somente um.


A lista foi feita pelo GE, com os seguintes destaques, começando pelos goleiros: Alisson, que defende a Canarinho e também é jogador do Liverpool, além dele, Ederson tal. Os outros nomes que compõem a lista na posição, são Mendy, Courtois e Neuer. Os laterais direitos são: Alexander-Arnold, Carvajal, Hakimi, João Cancelo e Walker.


Na zaga, temos  Rüdiger,  o brasileiro Thiago Silva, que joga pelo Chelsea, Rúben Dias, Marquinhos, outro brasileiro que joga no Paris Saint-Germain, e Van Dijk. No meio de campo,  atuando como volantes, o Brasil tem como referência, Casemiro e Fabinho, que jogam pelo Real Madrid e Liverpool respectivamente. Além deles, Kanté, Kimmich e Thiago Alcântara. 


Na lateral-esquerda, o destaque vai para Davies, Jordi Alba, Lucas Hernández, Raphael Guerreiro e Theo Hernández. No meio de campo,  Bruno Fernandes, Bernardo Silva, De Bruyne, Modric e Thomas Müller são os destaques de suas respectivas seleções. 


No ataque, a grande referência para o Brasil não poderia ser ninguém menos que Neymar, atualmente jogador do Paris Saint-Germain. Ao lado do nosso "Menino Ney", Mbappé, Mané, Son e Messi, completam a lista. Como centroavante, o destaque fica para os seguintes nomes: Benzema, Cristiano Ronaldo, Kane, Lukaku e Lewandowski.


Vale ressaltar que esse ranking foi criado visualizando a questão dos jogadores do nível máximo de qualdiade de cada posição e Seleção. Ou seja, para ter sucesso no futebol como um todo, há a necessidade de ter bons jogadores, porém, o coletivo também conta.


Não adianta acreditar que em 11 homens, somente uma parte jogando de fato irá resolver os problemas, pelo contrário. É o caso do Brasil, que tem de fato um elenco forte, mas muita das vezes o coletivo foi  criticado. Portugal segue o mesmo caminho. Coletivamente, a França é a que tem o time mais encaixado, provando isso desde a Copa do Mundo do ano passado.