Raphinha deve ser titular do Brasil nesta quinta-feira (14). Após entrar com qualidade nas partidas contra Venezuela e Colômbia, o jogador do Leeds será uma aposta de Tite. Essa será a sua primeira partida como profissional no país, que já o abraçou como um dos possíveis responsáveis pelo hexacampeonato mundial.

Em seu estafe, Raphinha tem o ex-jogador do Barcelona, Deco, que esteve presente em todas as suas negociações desde que o atleta deixou o sub-20 do Avaí. Ele passou por Vitória de Guimarães e Sporting, em Portugal, pelo Rennes, na França, antes de chegar ao Leeds, da Inglaterra - e seu nome é um dos mais quentes do mercado de transferências europeu.

Já em relação a Ronaldinho Gaúcho, a amizade surge desde seu pai. O pai de Raphinha foi músico de uma banda de Ronaldinho e, por isso, as relações são estreitas. Com a convocação, R10 até ligou e mandou um vídeo para o pai de Raphinha, parabenizando-o pela convocação. Além de tudo, quando a mãe de Ronaldinho faleceu, o atacante do Leeds a homenageou ao marcar um gol.

Os talentos de Raphinha são conhecidos desde a época da base. Ele começou a jogar bola na várzea, mas foi encontrado pelo Avaí e integrou o sub-20 da equipe durante três anos. O ex-coordenador da base do clube, Diego Fernandes, disse ao Yahoo Esportes que Raphinha foi o jogador mais talentoso que já treinou.

"E tudo aconteceu tão rápido assim, o crescimento, a evolução, que ele nem chegou a jogar na equipe principal do Avaí. Depois das duas temporadas que ele foi muito acima da média, não só a nível de Santa Catarina, mas a nível nacional. Ele já era o jogador mais talentoso com quem eu trabalhei", revelou.

"As características do Raphinha já são as vistas na TV. Ele é muito técnico, um para um de excelente nível, excelente beirada, que dá muita assistência, e além de dar muita assistência é um goleador nato, ele tem muita facilidade de fazer gols. Um menino completo. Fora do campo, um menino discreto, bem diferente do que ele é quando está jogando".