O Santos já está de olho em 2022, embora ainda brigue por uma vaga na Copa Sul-Americana, as preocupações do clube estão divididas entre finalizar a temporada 2021 de maneira positiva, bem como, traçar o planejamento para o próximo ano. Nesta movimentação, a direção do Peixe precisa tomar decisões que envolvem contratações e definir o que fazer com atletas de seu plantel.

Um dos casos que precisam de um olhar mais atento é o do atacante Rodrigão. Após o término da Série B, o jogador que está emprestado à Ponte Preta retorna para a Vila. Segundo o portal A Tribuna, o Peixe não deve ficar com o jogador em seu elenco, já que Fábio Carille não pretende colocar Rodrigão em seus planos. O salário alto do atacante, e a não utilização no time Alvinegro, impelem ao Santos procurar outros destinos para seu atleta.

As conversas entre Santos e Rodrigão já foram lançadas. Entre as possibilidades esboçadas por ambas as partes, está a liberação de Rodrigão antes do término de seu contrato, que vai até maio de 2022. A outra hipótese levantada é um novo empréstimo, caso esta última possibilidade seja a escolhida, o atacante terá o fim de seu vínculo com o Peixe encerrado assim que qualquer campeonato estadual disputado no Brasil terminar.

Contratado junto ao Campinense da Paraíba, em 2016, Rodrigão, que atualmente está com 28 anos, era considerado o reserva imediato de Ricardo Oliveira no Alvinegro Praiano daquela época. Porém, mesmo que tenha balançado as redes algumas vezes, não conseguiu conquistar espaço na Vila e o Peixe agilizou cinco transações por empréstimo e o atacante atuou pelo Bahia, Avaí, Coritiba, Ceará e por último a Ponte Preta.