Igualdade no poker

É indiscutível que o poker ainda é um universo dominado por homens. No entanto, tornar a participação feminina maior nas grandes disputas é uma missão das grandes séries. Neste BSOP Millions, a grade torneios registou uma novidade.

Samara Brito alcançou a vitória em novo torneio de poker no BSOP Millions
© Rafael TerraSamara Brito alcançou a vitória em novo torneio de poker no BSOP Millions
PokerCast nº 298. Reprodução: SuperPoker

Após sugestão do casal de embaixadores do PokerStars, Rafael Moraes e Lali Tournier, a organização do Brasileirão de poker criou o torneio “Meio a Meio”. Nesta disputa, um homem só poderia se inscrever ao lado de uma mulher e vice-versa.

Vale lembrar que a competição com entrada de R$ 500 não era em duplas. A intenção foi apenas de igualar o número de atletas do sexo feminino e masculino. Ao final do período de registros, o telão do BSOP marcava 111 entradas no torneio.

Quis o destino que o duelo final ficasse marcado por um confronto entre duas mulheres. Samara Brito e Mariana Moraes (irmã de Rafael Moraes), fizeram um disputado “heads-up” para saber quem subiria ao topo do pódio.

A campeã do “Meio a meio”

Em 2015, Samara Brito levou a sorte grande em um “Spin & Go” do PokerStars, faturando US$ 1 milhão. Quase uma década depois ela voltou ao noticiário do poker vencendo o primeiro “Meio a meio” da história e levando R$ 11.000.

Ao contrário do que muitos imaginavam, a competição reuniu muitos homens iniciantes. “A gente via que eles estavam com aquele nervosismo, aquele friozinho, então não eram só as mulheres iniciantes”, contou a campeão ao “SuperPoker”.

Confira a classificação final:

Samara BritoR$ 11.000
Mariana MoraesR$ 7.600
Edelvan MouraR$ 5.000
José Luiz AlcântaraR$ 4.100
Maitê CiprianoR$ 3.250
Mateus EsmeraldoR$ 2.550
Juliana AlmeidaR$ 2.000
Lorena CastanhoR$ 1.560
Renato SouzaR$ 1.100