O pirata do baralho

O Golden Hall do WTC Sheraton, em São Paulo, ficou diariamente lotado de jogadores de poker durante o BSOP Millions. Bonés, fones de ouvido e moletons com marcas de sites, tudo isso faz parte do vestuário tradicional de um atleta da mente, mas alguns costumam extrapolar.

Brener Vicente se tornou o pirata do baralho durante o BSOP Millions
© Divulgação/BSOPBrener Vicente se tornou o pirata do baralho durante o BSOP Millions
PokerCast nº 298. Reprodução: SuperPoker

Quem esteve no dia 2 do “Main Event”, deve ter visto o craque Brener Vicente fantasiado de “Jack Sparrow”, clássico personagem do filme “Piratas do Caribe”, interpretado com maestria pelo ator norte-americano Johnny Depp.

O motivo para ele se tornar um “pirata do baralho” foi uma aposta com o amigo e companheiro do canal “PecoLico”, Ricardo Sehnem. Quem ficasse com menos lucro até o primeiro dia do BSOP Millions teria que usar uma fantasia escolhida pelo outro.

Os dois jogadores são feras do online, mas em 2023, Sehnem conquistou a maior recompensa da carreira. Ele venceu uma edição do tradicional Sunday Million, levando uma forra de US$ 88.255.

Um outro Jack Sparrow

No ano passado, um outro Jack Sparrow fez sucesso no poker. Foi na WSOP de Las Vegas, quando Scotter Clark foi contratado para fazer os sorteios do Mystery Bounty. Ele jogou o “Main Event” e entrou na zona de premiação, mas essa história não teve final feliz.

O problema é que a direção do “Caesars Entertaiment”, grupo responsável pelo cassino onde é realizado a Copa do Mundo de poker, não gostou das armas de brinquedo utilizadas na fantasia. Por esse motivo, ele acabou expulso da WSOP, como publicou o “SuperPoker”.

Uma outra fantasia também chamou atenção neste BSOP Millions. Thiago Crema usou uma roupa de “Supergirl” após perder uma partida de tênis para o embaixador PokerStars, Rafael Moraes. A história completa pode ser conferida no portal “SuperPoker”.

Confira o vídeo que explica essa história: