São muitas mudanças para a WSOP 2021 que começa nesta quinta-feira (30) após mais de um ano sem a disputa da série presencial por conta da pandemia do novo coronavírus. Talvez a maior transformação que os jogadores vão enfrentar é a obrigatoriedade do comprovante de vacinação completo, no entanto, existem outras novidades na cidade que habita a série.

A partir do dia 1º de outubro vai entrar em vigor uma lei do governador Steve Sisolak permitindo que qualquer pessoa acima dos 21 anos possa comprar e consumir cigarros de maconha em locais específicos, indicados com uma luz verde. Desde 2017 a compra ou o porte de 3,5 gramas de cannabis por individuo já era legalizado.

Visto a empolgação de alguns jogadores de poker com a nova regulamentação nas redes sociais é possível notar o sucesso que a droga faz entre parte dos atletas da mente. Porém, não pense que será possível acender um cigarro de maconha nos intervalos dos torneios, eles alias deverão ficar bem distantes do Cassino Rio, palco da WSOP.

A legislação diz que nenhuma dessas salas de consumo podem existir dentro de cassinos. Elas inclusive devem estar há uma distância de 1.500 pés de qualquer local envolvendo apostas. Outra característica desses espaços é a não venda de produtos alcoólicos. O consumo de qualquer tipo de drogas não é indicado para a prática profissional do poker.

O jogador inglês Charlie Carrel, dono de US$ 9,6 milhões em ganhos no poker live de acordo com o The Hendon Mob, é um profundo conhecedor do mundo das drogas. Ele já até admitiu ter sido traficante durante um curto período. Para ele o uso continuo da maconha pode deixar o cérebro mais lento, algo que nenhum jogador de poker quer.