Nesta quinta-feira (23) o Palmeiras enfrentou o São Paulo pelo primeiro duelo valendo vaga nas quartas de final da Copa do Brasil e perdeu por 1 a 0, no Morumbi. Agora, para conquistar a classificação, o Palestra terá que vencer por dois gols de diferença. Se empatar, a decisão vai para os pênaltis. 

O time do Palestra saiu de campo confiante, embora não conseguisse render um futebol que ameaçasse os donos da casa. A caminho do vestiário, Gustavo Scarpa concedeu entrevista e fez uma análise bastante pertinente à postura do Verdão em campo. Para o camisa 14 do Palestra, a partida desta quinta-feira teve o mesmo roteiro da disputa pelo Brasileirão, na última segunda-feira (20), mas a ineficiência do Palmeiras atrapalhou.

“O jogo foi bem parecido com o de segunda-feira, eles começaram melhor, primeiro tempo deles foi mais intenso. No segundo a gente acabou tendo mais personalidade, botamos mais a bola no chão, arriscamos mais”, declarou Scarpa em entrevista ao Prime Video. Na sequência, o meia apontou o que considera que diferiu da postura do último jogo: “Diferente de segunda-feira, a gente não foi efetivo e eficientes nas finalizações. Paciência, temos mais um jogo. É um resultado reversível. A gente precisa dar o nosso melhor, mas não tem nada perdido”.

Scarpa joga suas fichas na presença da massa palestrina no Allianz, em partida que acontece no dia 14 de julho: “Da mesma forma que a torcida aqui influencia positivamente a equipe do São Paulo, sem dúvida que no Allianz a nossa torcida favorece muito ao nosso jogo. Que a gente faça isso prevalecer”, concluiu Gustavo Scarpa.