O Brasil fez uma estreia quase impecável após a vitória por 4 a 2 - gols de Richarlison (3x) e Paulinho; Amiri e Ache descontaram -, sobre a Alemanha, na manhã desta quinta-feira, no Yokohama Internacional, nas Olimpíadas de Tóquio. O duelo marcava justamente o reencontro entre as duas equipes que disputaram o ouro na Rio-2016, onde os anfitriões saíram com a medalha de ouro.

Apesar do bom desempenho, o técnico André Jardine, em entrevista coletiva após a partida, pontuou que existem questões que precisam ser revistas para evitar sustos nas próximas rodadas. A Seleção Brasileira chegou a abrir 3 a 0 no placar, mas viu os alemães marcarem dois gols e assustar no segundo tempo.

"Fizemos um primeiro tempo perto da perfeição, em cima de tudo que tínhamos traçado, planejado. A estratégia de jogo, o estudo que fizemos. Analisamos o time deles na Euro sub-21, com o mesmo treinador, mesma base de equipe. Conseguimos montar uma estratégia que foi bem sucedida, com foco grande. Saímos do vestiário com uma energia muito alta, positiva. No segundo tempo, algumas coisas saíram do controle e são situações normais de uma equipe em formação. Vamos corrigir", comentou o treinador.

Mas nem só de análises vive o futebol. Jardine também aproveitou para celebrar o início positivo diante de uma competição difícil. "O mais importante era estrear com essa vitória maravilhosa, num clássico mundial, jogando um futebol bem jogado, muito convincente, com placar até injusto pelo volume de situações que acabamos perdendo", comemorou o comandante da seleção.

Com o resultado, a Seleção Brasileira assumiu a liderança do grupo D da competição. O próximo duelo será contra a Costa do Marfim, que venceu a Arábia Saudita na estreia por 2 a 1. A partida será no domingo (25), às 5h30 da manhã, também no Yokohama Internacional.