O clima do jogo

Internacional veio a campo hoje diante do Delfín pela última rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana. Somente a vitória interessava para a equipe gaúcha para avançar na competição.

O Colorado estava em terceiro lugar com 8 pontos, o mesmo número de pontos do adversário que estava em segundo, porém com a vantagem do empate por ter mais gols marcados na competição.

No Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, a torcida colorada fez bonito e compareceu em peso para apoiar o time nos 90 minutos com mais de quinze mil pessoas.

Lucas Alario jogador do Internacional comemora seu gol durante partida contra o Delfin no estadio Alfredo Jaconi pelo campeonato Copa Sul-Americana 2024. Foto: Luiz Erbes/AGIF
© Luiz Erbes/AGIFLucas Alario jogador do Internacional comemora seu gol durante partida contra o Delfin no estadio Alfredo Jaconi pelo campeonato Copa Sul-Americana 2024. Foto: Luiz Erbes/AGIF

Primeiro tempo

O jogo começou com o Inter pressionando muito. Logo com 2 minutos de jogo, já havia tido duas chances claras de gol nos pés de Alan Patrick, uma defendida pelo goleiro Brian Heras e a outra finalizando por cima do gol.

A equipe gaúcha passou quase o tempo todo no campo de ataque, mas o gol insistia em não sair. No total, foram 14 finalizações contra apenas 4 do Delfín, mas faltava caprichar para encontrar o gol.

Além da dificuldade em abrir o placar, a arbitragem não colaborava. Durante muito tempo o time equatoriano ‘enrolou’ a partida, principalmente com o goleiro Heras e o árbitro não estava conseguindo controlar o jogo.

No final da primeira etapa, Bruno Henrique foi derrubado na área, pênalti claro que o árbitro não viu. Porém foi checado no VAR e o juiz viu que realmente houve a falta na área, mas o jogador colorado estava em posição irregular. Logo em seguida, o primeiro tempo encerrou com apenas 4 minutos de acréscimos.

Como você avalia a vitória do Inter sobre o Delfín?

Como você avalia a vitória do Inter sobre o Delfín?

0 PESSOAS JÁ VOTARAM

Etapa final e classificação

Do mesmo jeito que começou o jogo, o Inter veio com tudo pra cima de abrir o placar, mas sempre faltava um último passe de qualidade para tentar fazer o primeiro gol.

E após várias tentativas, aos 23 minutos do segundo tempo, após cobrança de escanteio, Vitão ajeitou a bola pro meio da área e Alario finalizou abrindo o placar, 1 a 0 para o Internacional.

Depois de ceder o gol, a equipe do Delfín decidiu aparecer para o jogo e assustou a defesa do Inter. Em sua chance mais perigosa, o goleiro Fabricio salvou o time gaúcho do empate com uma defesa espetacular após finalização próxima da linha de fundo.

Sem mais sustos, o jogo encerrou em 1 a 0, vitória que garantiu o Inter nos play-offs. A equipe gaúcha vai enfrentar o Rosario Central da Argentina pela vaga nas oitavas de final da Copa Sul-Americana.

Ao apito final, aconteceu uma situação curiosa fora das quatro linhas. O técnico Eduardo Coudet se virou para a torcida colorada e começou a discutir muito, e, só parou, quando a comissão técnica o conteve.

O Inter volta a campo pelo Campeonato Brasileiro nesta quinta-feira (13) às 20h, diante do São Paulo no Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma, pela oitava rodada da competição nacional.