Novamente o Grêmio perdeu no Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, o Imortal enfrentou o Fortaleza no Castelão e saiu com o resultado negativo, a equipe segue na décima nona colocação, com apenas 23 pontos, e o rebaixamento para a série B fica cada vez mais próximo. 

Além do problema dentro do campo, o Grêmio segue com dificuldades nos bastidores. Após a saída de Felipão, agora quem está fora do clube é o vice de futebol Marcos Herrmann, que anunciou a sua demissão do cargo. A justificativa da saída é "dar uma oxigenada e criar um fato novo" no cargo. 

"Sou demissionário do cargo de vice-presidente de futebol, porque acho importante que a gente dê uma oxigenada. Agora vem uma nova comissão técnica. É importante que a gente respire ares novos, crie um fato novo e toque a vida adiante. Temos uma mudança de ciclo, que estamos fazendo, é muito difícil. Confesso que não sabia que era tão difícil. Mas o clube tem condições de superar esse momento difícil. Reitero: é fundamental que o apoio da nossa torcida não falte ao clube, especialmente aos jogadores", falou. 

Marcos Herrmann estava no cargo desde abril, e uma de suas primeiras funções foi trazer o técnico Tiago Nunes, apósa saída de Renato Portaluppi, treinador ídolo do clube. Depois Tiago Nunes foi demitido e Felipão chegou ao clube. 

*Caso não visualize a enquete, clique aqui para votar!

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro o Grêmio enfrenta o Juventude, em casa, às 18h15. O Imortal precisa da vitória para tentar subir de posições e escapar da zona do rebaixamento.