arrow_drop_down
search
Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.

Futebol: Mais notícias

Futebol Vasco

Vasco usa "carta na manga" e encontra substituto para Marrony; atacante deve cavar vaga no time titular com Ramon

Após ter vendido o atacante Marrony para o Atlético-MG recentemente, o Cruz-Maltino agiu rápido e já teria um nome como principal favorito na posição

Bolavip

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.

Não demorou muito tempo, e foi olhando para dentro de casa, que Ramon encontrou a solução para a lacuna deixada por Marrony, vendido para o Atlético-MG. O jovem Vinicius Paiva, de apenas 19 anos, cria do Vasco, dá toda pinta que vai ser firmar como titular do ataque, conforme publicou o GloboEsporte.com.

 

 

Durante a última partida, é claro que com três gols, Germán Cano ficou com todo protagonismo, mas Vinicius foi muito bem. Especialmente no primeiro tempo, infernizou a defesa do Macaé. Ele não chega a ser uma novidade, uma vez que já vinha pedindo passagem antes da paralisação. Cresceu ainda mais, no entanto, com o time organizado, algo que não acontecia com Abel Braga. E a saída de Marrony abre definitivamente espaço para a joia se firmar.

 

 

- Conversei com Ramon, que me deu apoio total. Ele só queria que eu jogasse meu futebol da maneira que sei. Fiquei muito satisfeito com a minha atuação e mais ainda com a nossa vitória. Eu me considero versátil. Não tenho preferência. Seja qual lado do campo me colocarem para jogar, eu vou jogar. Vou sempre dar o meu melhor.

 

Habilidade e velocidade são as principais características de Vinicius - Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.

 

Conhecido pela característica de ser muito arisco em campo, o atacente é de poucas palavras fora dele. A timidez, no entanto, passa longe do garoto, que transmite confiança a cada palavra. A personalidade parece o ajudar na rápida adaptação ao profissional, já que foi integrado ao elenco no fim de janeiro, após boas atuações na Copa São Paulo e Juniores.

 

Outro ponto bem interessante, é que nas mãos de do ex-técnico Luxa, Vinicius ficou com a orelha quente, mas evoluiu. O técnico gostava o futebol do garoto, mas cobrava mais objetividade, quando o garoto arriscava dribles e jogadas de efeito desnecessárias. O jovem não chegou a jogar, mas foi relacionado para alguns jogos no Brasileirão do ano passado. Ficaram as dicas e lições de Vanderlei.

Temas:

  • Vasco
  • Marrony
  • Ramon
  • Vinicius Paiva

Leia também


Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.