Na partida contra o Sport, que terminou empatada em 1 a 1, o técnico Roberto Fernandes utilizou o esquema com três zagueiros. Para o novo duelo diante do Tombense, o treinador deve repetir a formação, mas tem alguns problemas para escalar a equipe e por isso, terá de mexer no time titular. Serão pelo menos três mudanças: uma no setor defensivo, outra no meio e a última no comando do ataque. 

 

Graças à transferência de Rhaldney ao Qarabag, do Azerbaijão, o jogador não estará à disposição para a partida contra o Tombense, neste domingo (26). Diante do Sport, o atleta foi improvisado na ala direita. Sem Rhaldney, deve ser Thássio o escolhido para atuar naquele setor. O jogador é revelado pelo Timbu e considerado uma das peças-chave dentro do elenco. 

Outro que não deve atuar é o homem-gol Kieza. Titular contra o Sport, K9 sofreu uma lesão muscular, a terceira no ano, e não enfrenta o Tombense. Em seu lugar, deve entrar Amarildo. Já na zaga, Carlão é desfalque pelo terceiro cartão amarelo e será substituído por Wellington, que cumpriu suspensão na última partida contra o Sport nos Aflitos. O técnico Roberto Fernandes comentou os desfalques e as mudanças na equipe. 

“Não resta dúvida de que se tivéssemos com todos os atletas à disposição e treinados seríamos mais competitivos. Isso é óbvio. Do contrário não se questionaria titularidade. Mas estamos em uma sequência onde sempre vamos para a próxima partida um pouco mais fragilizados que o time que iniciou o jogo anterior’, lamentou o treinador do Náutico que chegou neste ano de volta ao Timbu. 

De acordo com o GE, a provável escalação do Náutico para a partida em Minas Gerais tem Lucas Perri; Bruno Bispo, Wellington e João Paulo; Thassio, Ralph, Richard Franco, Victor Ferraz e Pedro Vítor (Júnior Tavares); Jean Carlos e Amarildo. O Timbu é o 17º colocado da Série B com 13 pontos e pode sair da zona de rebaixamento com um empate, dependendo dos outros resultados.