O técnico Tite vive os últimos meses de sua passagem pela Seleção Brasileira. De olho na disputa da Copa do Mundo do Catar, que irá acontecer entre os dias 21 de novembro e 18 de dezembro, o comandante já informou que não irá renovar seu contrato. Nos últimos meses, ele já foi procurado por grandes equipes do futebol mundial

Em entrevista ao jornal inglês "Guardian", Tite abriu o jogo e revelou já ter sido procurado por três equipes do futebol europeu. O comandante revelou que, no ano passado, foi procurado por Real Madrid, da Espanha, Sporting, de Portugal, e Paris Saint-Germain (PSG), da França. A forma como os contatos aconteceram agradaram o treinador, de 61 anos.

"Real Madrid e Sporting [fizeram ofertas]. O que eu gosto é que, quando um clube europeu se interessa por um profissional, eles têm uma conversa para explicar o que precisam. Isso é muito legal", revelou, conforme relatou o "UOL Esporte". Depois de recusar as propostas, Tite negou contato com o PSG, focado no Mundial no final deste ano.

"Havia outro clube que queria falar comigo e eu disse que não: o PSG [depois da saída de Unai Emery em maio de 2018]. Queriam falar comigo e eu disse que não. Eu não quero e não vou. Não quero abrir essa possibilidade de outra coisa. Quero focar no meu trabalho. Depois é outra história", explicou. A promessa do treinador é definir o futuro da carreira após a nova tentativa de conquistar o hexa para o Brasil.

"Na Copa do Mundo [pouco antes do torneio de 2018], eles [Real Madrid] disseram que queriam conversar e eu disse 'não, não vou falar, não chegue perto'. Quero estar em paz comigo e com o meu trabalho. Estou dando o meu melhor. Quando você faz algo em paralelo, isso não está sendo feito ao máximo. Eu não posso fazer isso. Recebi ofertas do Real Madrid, PSG e Sporting. Mas eu não queria isso. Eu quero ganhar a Copa do Mundo. Depois da Copa do Mundo, vou decidir meu futuro", completou.