Nacho Fernández foi um dos maiores investimentos recentes do Atlético. Pedido pelo então técnico Jorge Sampaoli, o meia trocou o River Plate por Belo Horizonte por quase R$ 58 milhões. Aos 32 anos, o argentino, todavia, amarga a reserva no time alvinegro. Na vitória contra o Atlético-GO, o camisa 26 continuou no banco mesmo com a suspensão de Allan. 

Ainda que foi acionado por Cuca na segunda etapa, Nacho já tem interessado dentro do Brasil. O colunista Marcelo Hazan, do UOL Esporte, apurou nesta segunda-feira (5) que o São Paulo analisa o meio-campista para, quem sabe, realizar uma investida em janeiro. O contrato do atleticano expira somente em dezembro do ano que vem. 

A diretoria do Galo adota a postura de que nenhum jogador é inegociável, mas tentaria recuperar parte considerável do valor de compra de Nacho. Seus salários em Belo Horizonte ultrapassam R$ 1 milhão (166 mil euros na época) livres de impostos, segundo a coluna "De Primeira", do UOL. 

De acordo com apuração de Hazan, o "São Paulo está com os bastidores agitados por conta da reunião do Conselho Deliberativo desta segunda (5), a qual será votada uma mudança no estatuto para permitir a reeleição do presidente Julio Casares". 

No Morumbi, Rogério Ceni não tem um armador de ofício, já que tem jogado com uma linha de cinco jogadores no meio, com Patrick e Igor Gomes dividindo o posto. O reserva André Anderson não convenceu e deve retornar de empréstimo para a Lazio-ITA.