arrow_drop_down
search
Foto: Foto: Ivan Storti/Flickr Oficial Santos FC

Futebol Atlético-MG

Saída de Sampaoli deixa Marinho em 'stand-by' na lista de prioridades do Atlético em 2021; Santos deve pedir em torno de € 15 milhões

Chegadas de Nacho Fernández, Hulk e Dodô não são as últimas tratativas do Galo, mesmo que técnico argentino tenha deixado o clube. Volante Edenilson, do Inter, também interessa 

Bolavip

Foto: Foto: Ivan Storti/Flickr Oficial Santos FC

Foto: Foto: Ivan Storti/Flickr Oficial Santos FC

O meia Nacho Fernández foi apresentado oficialmente na Cidade do Galo nesta quarta-feira (24) e é o terceiro reforço confirmado do Atlético para 2021. Antes, o diretor de futebol Rodrigo Caetano já havia conseguido trazer o atacante Hulk e o lateral-esquerdo Dodô, todos com aval de Jorge Sampaoli.

O problema é que o técnico argentino não permanece no Galo, inclusive já deixou Belo Horizonte na última segunda-feira (22). Caberá, então, ao novo treinador levar adiante o planejamento no clube, aprovando outros nomes em pauta deixados por Sampaoli. Casos do volante Edenilson, destaque do Inter, e Marinho, atacante do Santos.

Destaque do Inter no Campeonato Brasileiro, Edenilson interessava a Sampaoli por ser um jogador experiente e forte fisicamente. Em 2020, o camisa 8 do Colorado vem sendo um dos principais pilares do time de Abel Braga e bem conhecido de Rodrigo Caetano. Foi sob o comando do dirigente, ainda em Porto Alegre em 2019, que o volante renovou seu vínculo no Beira-Rio.

Edenilson deve receber proposta do Atlético ao término do Brasileirão (Foto:  Buda Mendes/Getty Images Brasil)

Após a volta da pandemia, em setembro do ano passado, Edenilson recebeu proposta do mundo árabe, porém Caetano conseguiu a permanência do volante no Sul. Agora o executivo do Galo é o principal triunfo para trazê-lo a Belo Horizonte. De acordo com jornalista Léo Gomide, no programa Arena 98, da Rádio 98 FM, uma cláusula pode reduzir a multa do camisa 8 no Inter.

Na lista elaborada por Sampaoli, Marinho é outro nome que estaria nos planos do Atlético. O craque da Libertadores vem sendo o principal nome do Santos na atual temporada e já vem sendo assediado pelo exterior. Como o argentino já trabalhou com o ponta em 2019 nos tempos de Peixe, sua contratação aumentaria ainda mais a força ofensiva do Galo.

O problema é convencer a direção do Santos a vender o camisa 11 - a pedida giraria na casa dos 15 milhões de euros (R$ 98,8 milhões na cotação atual), quantia que o clube pediu por Marinho em assédio do exterior no fim de 2020.

Temas:

Leia também


Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.