arrow_drop_down
search
Foto: Ivan Storti/Santos FC

Futebol Santos

Rollo desmente "racha" com Cuca nos bastidores e manda recado: "Cada vez mais forte e unido"; técnico estaria insatisfeito

Treinador não estaria de acordo com algumas decisões da diretoria e cogita deixar o clube

Bolavip

Foto: Ivan Storti/Santos FC

Foto: Ivan Storti/Santos FC

A grande repercussão negativa em torno da contratação de Robinho fez com que o Santos suspedesse o contrato do atacante (válido até fevereiro de 2021) até que o caso seja concluído. Além de problemas judiciais, o Santos lida com o caos interno. De acordo com informações do 'Diário do Peixe', o técnico Cuca cogita deixar o comando do Alvinegro.

Recentemente o Peixe estava 'apalavrado' com o volante Elias e Cuca aprovou o nome do atleta. No entanto, por conta do bloqueio da Fifa, o jogador não pôde ser inscrito e acabou se transferindo para o Bahia. A situaçao desagradou o treinador, que também gostaria de contar com José Wellison, do Atlético-MG, mas o Comitê de Gestão vetou a contratação.

Com o atrito já causado por essas duas situações, a chegada de Marcelo Fernandes (que esteve no Peixe entre 2011 e 2017) para ser auxiliar técnico e Márcio Santos para o lugar de Renato no cargo de gerente de futebol, foram a gota d'água para Cuca. A direção ainda tenta convencê-lo de permanecer e as conversas seguem nos bastidores.

Porém, antes do duelo do Santos diante do Coritiba, neste sábado (17), o presidente em exercício, Orlando Rollo, publicou uma foto ao lado de Cuca e rechaçou que haja crise no relacionamento com o treinador, inclusive exaltado o profissional como "exemplo de motivação". A postagem seria uma fora do mandatário desmentir as notícias.

"Enquanto algumas pessoas fomentam e divulgam crises onde não existe, o Santos está cada vez mais forte e unido. O Professor Cuca tem sido exemplo de motivação!", escreveu Rollo em seu Instagram. Ao assumir a cadeira da presidência após o afastamento de Peres, um dos primeiros atos de Rollo foi conversar com Cuca e garantí-lo no cargo.

Temas:

Leia também


Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.