A diretoria do Internacional se movimentou nos bastidores do mercado da bola nesta janela de transferências do meio do ano para qualificar o elenco do técnico Mano Menezes. Um dos principais focos foi o setor ofensivo, que recebeu duas novidades recentemente: o argentino Braian Romero, ex-River Plate (ARG), e Mikael, que teve passagem pelo Sport e estava na Salernitana (ITA).

Em meio às buscas por alternativas, o Colorado chegou a entrar em contato com um jogador que acabou virando reforço de seu principal rival. Em entrevista ao site "Globoesporte.com", o atacante Guilherme revelou ter sido procurado pelo Internacional. O jogador, de 27 anos, estava no Al Dhafra, dos Emirados Árabes Unidos, antes de fechar com o Grêmio.

 

"Chegou muita coisa para nós, inclusive aqui do nosso rival da cidade. Foi um dos clubes que nos procurou", afirmou Guilherme. "Não foi nem só o Inter, outros clubes da Série A também que nos procuraram e a faixa de ofertas se baseou muito na minha situação que eu tinha no Emirados Árabes", adicionou o atacante. 

Revelado no rival, Guilherme, que também já defendeu as cores de São José (RS), Botafogo, Chapecoense, Coritiba e Sport, onde se destacou em 2019, com 21 gols e seis assistências em 49 jogos, estava fora do país há cerca de três temporadas - inicialmente, defendeu o Al-Faisaly FC, da Arábia Saudita. A escolha por fechar com o Grêmio teve influência direta do treinador Roger Machado.

"Quando souberam que eu queria voltar ao Brasil, ele (Roger) entrou em contato e pesou muito. Naquela oportunidade eu já tinha algumas ofertas até oficiais, procura de alguns clubes da Série A e acho que uns três ou quatro que estão brigando com a gente na Série B. Mas a partir da ligação do Roger tudo mudou e eu dei essa preferência ao Grêmio", completou Guilherme.