O Atlético Mineiro vem se reencontrando na temporada. Nos dois últimos jogos diante do Flamengo, no Mineirão, tanto na Copa do Brasil e pelo Brasileirão, o Galo levou a melhor e deu um alívio ao comandante atleticano. Para se fortalecer ainda mais na temporada, Rodrigo Caetano prometeu a comissão técnica que irá reforçar o plantel. 

O primeiro reforço para a janela que abre no próximo dia 18 de julho deve ser Alan Kardec. O centroavante deve assinar contrato com o time mineiro nos próximos dias. Detalhes burocráticos impedem o acerto. Só que Rodrigo Caetano quer mais. O agente deseja ter no elenco um meia-atacante que também consiga atuar pelo lado do campo. O plano A do dirigente é Pedrinho, do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. As conversas estavam indo bem, mas de última hora um clube europeu entrou na disputa e as tratativas deram uma estagnada até aqui. 

 

 

Segundo o jornalista Jorge Nicola, O Lille, da França, campeão da Ligue 1 na temporada 2020/21, teria enviado uma proposta de R$ 99 milhões, para contar com o jogador em definitivo. Ainda de acordo com o jornalista, os mineiros deram sorte em um primeiro momento pois os ucranianos recusaram a primeira oferta. 

 

 

No entanto, segundo o jornalista, ainda há negociações entre as partes. Isso porque os franceses voltaram com uma proposta bombástica: 14 milhões de euros à vista, mais 4 milhões de euros em parcelas, com mais 4 milhões de euros em bônus em caso do ex-corinthianos cumprir as metas estipuladas pela diretoria do Lille. O entrave se dá pelo fato dos dirigentes do Shakhtar Donetsk não terem gostado do número de parcelas que os franceses querem oferecer. Esse foi o motivo pelo qual não houve acordo nas primeiras conversas.

 

Ou seja, se quiser dar um chapéu no time ucraniano, o Atlético terá que mudar a proposta feita ao time ucraniano, que é um empréstimo por um ano, mais um valor definido fixado  em junho de 2023. Os mineiros também se propuseram a pagar o salário do atacante de forma integral. O que joga a favor de Rodrigo Caetano é que Pedrinho se animou em voltar a jogar em seu país de origem.