arrow_drop_down
search
Rodrigo Caetano abre o jogo sobre retorno de Aránguiz ao Inter e define o futuro de Guerrero

Futebol Internacional

Rodrigo Caetano abre o jogo sobre retorno de Aránguiz ao Inter e define o futuro de Guerrero

Após a vitória diante do Botafogo, o diretor colorado, em entrevista coletiva, e falou sobre as expectativas da diretoria com relação a dois jogadores gringos, Charles Aranguiz e Paolo Guerrero

Bolavip

Rodrigo Caetano abre o jogo sobre retorno de Aránguiz ao Inter e define o futuro de Guerrero

Rodrigo Caetano abre o jogo sobre retorno de Aránguiz ao Inter e define o futuro de Guerrero

O Internacional conquistou um resultado importante na noite de ontem (31) para ganhar tranquilidade no planejamento de 2020. Já de olho na próxima temporada, o Colorado foi até o Rio de Janeiro e bateu o Botafogo pelo placar de 1x0, se consolidando no G8 e ainda mantendo vivo o sonho de assegurar uma vaga direta na próxima edição da Copa Libertadores da América. 

Após o duelo no estádio Nilton Santos, o diretor-executivo de futebol do clube, Rodrigo Caetano, abriu o jogo com relação as pretenções dos gaúchos no mercado da bola. Às vésperas de mais uma janela de transferências, muitos nomes são especulados e um deles se trata de um velho conhecido da torcida. Atualmente no Bayer Leverkusen, da Alemanha, o meio-campista chileno Charles Aránguiz é um sonho do Internacional

 

Não vamos fazer loucuras que comprometam o futuro do clube. Temos vários exemplos no Brasil inteiro de clubes que estão penando por uma gestão temerária, e isso implica no resultado de campo. Vamos fazer o possível e o impossível para ter os melhores. Óbvio que eu gostaria de ter o Charles (Aránguiz) aqui, mas até agora não passou de uma especulação da mídia”, afirmou Rodrigo Caetano.

O dirigente também aproveitou para bater o martelo e definir o futuro de um dos jogadores mais experientes do elenco. Acumulando quatro gols marcados nos últimos três jogos, o centroavante peruano Paolo Guerrero foi apontado como um sonho de consumo dos candidatos a presidência do argentino Boca Juniors. Entretanto, não está nos planos do colorado se desfazer do experiente camisa 9, de 35 anos.

Eu não penso em negociar, nem o presidente pensa em se desfazer de uma referência técnica. Temos os nossos limites e se, por ventura, qualquer clube investir forte em nossos atletas, vamos lutar com as armas que temos. Principalmente na questão pessoal. O Paolo sempre cumpriu seus contratos. Todo final de temporada surgem especulações, algumas viram propostas, e eu só posso responder se isso acontecer”, compleou Caetano.

Temas:

Leia também


Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.