arrow_drop_down
search
FIFA Executive Committee Meeting

Futebol CBF

Ricardo Teixeira é banido para sempre de atividades ligadas ao futebol

Comitê de ética da Fifa considera ex-presidente protagonista em crimes de suborno

Bolavip

FIFA Executive Committee Meeting

FIFA Executive Committee Meeting (Foto: 2011 Getty Images, Getty Images Europe)

Na manhã desta sexta-feira (29), a Fifa confirmou o banimento perpétuo de Ricardo Teixeira, ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), em atividades relacionadas ao futebol. A câmara decisória do Conselho de Ética da entidade concluiu que o ex-presidente da CBF é culpado nos crimes de suborno. Além de multa que gira em torno de R$ 4 milhões, a pena exige que Ricardo Teixeira esteja proibido de se envolver com o futebol.

Marco Polo Del Nero, que também é ex-presidente da CBF, foi indiciado no mesmo processo

A investigação da Fifa analisou a vida profissional de Teixeira entre os anos de 2006 e 2012. Ao focar em contratos que envolviam a CBF, Conmebol e Concacaf, o Conselho de Ética apurou que empresas de mídia também estariam envolvidas no esquema. Conselho entende que o cartola tenha violado o artigo 27 do Código de Ética da entidade máxima do futebol.

José Maria Marín, um dos culpados pelo esquema de corrupção investigados por repartições americanas

Pena também foi imposta à outros presidentes da CBF. Marco Polo Del Nero e José Maria Marín também estão vetados de atividades ligadas ao mundo futebolístico. Entretanto, o processo desdobrado pelo FBI, em parceria com a Justiça dos Estados Unidos, colocou Ricardo Teixeira como um dos protagonistas do esquema de corrupção.

Além de ocupar cadeiras nos Comitês Executivos da Fifa e da Conmebol, Ricardo Teixeira esteve no cargo de presidente da CBF durante cinco mandatos consecutivos - entre os anos de 1989 e 2012. O brasileiro foi acusado de enviar propinas para empresas do universo comunicacional. Nome do ex-presidente da CBF começou a ser investigado depois de escândalo que estourou em 2015 - inúmeros cartolas foram presos com as investigações.

Temas:

Leia também


Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.