Rhodolfo chega ao Cruzeiro para tentar resolver difidências no setor defensivo da equipe de Mozart. O medalhão, com passagens por Coritiba, Grêmio, Athletico-PR e Flamengo, foi um pedido do comandante cruzeirense, que gostaria de ter um jogador mais experiente no setor e, mesmo com problemas financeiros já conhecidos da Raposa, o atleta topou o desafio.

Na primeira entrevista coletiva, o zagueiro já assumiu a responsabilidade junto com os outros companheiros para tirar o Cruzeirão Cabuloso dessa situação ruim no Campeonato Brasileiro da Série B. Hoje, o time celeste está com 7 pontos, na décima quarta colocação e precisa reagir o quanto antes.

A responsabilidade vai ser grande, não só minha, mas de todos os atletas. O clube está passando por um momento difícil, todos sabem disso, mas nós jogadores somos os únicos que podemos dar uma volta por cima. Estou chegando agora, mas vou estar passando para a rapaziada experiência e, no que eu puder ajudar os mais jovens, vou ajudar”, disse.

O defensor também revelou uma conversa com o técnico Mozart e citou até Jorge Jesus, português campeão de praticamente tudo pelo Flamengo e que utilizava o jogador frequentemente nas partidas quando não tinha os jogadores todos disponíveis.

Eu conversei bastante com ele, conversei também como era jogar na Europa. Ele me perguntou também algumas coisas do Jorge Jesus, que eu trabalhei no Flamengo. A mentalidade dele é meio parecida com o que a gente treinou no Flamengo”, afirmou.