Depois de sair derrotado no jogo de ida das semifinais da UEFA Europa League por 1 a 0, o Rangers, da Escócia, conseguiu reverter o resultado diante do RB Leipzig, da Alemanha, e carimbou sua vaga para a grande final da competição. Na tarde desta quinta-feira (5), a equipe de Glasgow começou “elétrica”, com dois gols ainda no primeiro tempo, e terminou vencendo por 3 a 1, com uma vantagem de um gol no agregado.

Com gols de James Tavernier, aos 18 minutos, e Glen Kamara, aos 24, os escoceses rapidamente colocaram “um pé” na final, que será disputada em Sevilha. Os alemães, por sua vez, passaram grande parte do jogo correndo atrás do resultado, o que também explica os 63% de posse de bola do Leipzig ao longo de toda a partida, além das 11 finalizações, três a mais do que o time da casa.

Entretanto, a equipe de Domenico Tedesco não foi eficiente, com apenas dois chutes a gol em todo o jogo. Um deles foi convertido pelo destaque francês Christopher Nkuku, faltando 20 minutos para o fim da partida, mas a esperança alemã durou pouco tempo. Isso porque John Lundstram ampliou o placar para o Rangers dez minutos depois, abrindo caminho para a classificação à final do torneio continental.

O segundo tempo foi de grande pressão do Leipzig, que teve 73% de posse de bola durante o período, além de ter criado três grandes chances, de acordo com os dados do SofaScore. Entretanto, com a vitória, o Rangers, comandado pelo ex-jogador holandês Giovanni Van Bronckhorst, tentará conquistar seu segundo título continental. A final será contra o Eintracht Frankfurt, no próximo dia 18, quarta-feira, no estádio Ramón Sánchez-Pizjuán, em Sevilha, Espanha.