O Internacional venceu o América-MG pelo placar de 1x0, na noite da última segunda-feira (11), no estádio Beira-Rio, no jogo de encerramento da 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, e subiu para a terceira posição na tabela. O gol que garantiu o triunfo diante dos mineiros saiu apenas nos acréscimos do segundo tempo e foi marcado pelo lateral-esquerdo Moisés.

Após a partida, o presidente colorado, Alessandro Barcellos, concedeu entrevista coletiva e foi questionado sobre as movimentações do clube no mercado da bola. De olho na reabertura da janela de transferências, na próxima segunda-feira (11), o Internacional mapeia nomes e busca oportunidades de negócios

Um atleta que estava no radar dos gaúchos era Charles Aránguiz. No entanto, o chileno não irá voltar para o Beira-Rio, ao menos por enquanto. "É um jogador que tem contrato com o Bayer (Leverkusen, da Alemanha) e não vem para o Internacional", afirmou Barcellos. O meio-campista, de 33 anos, tentou a sua liberação nas últimas semanas, mas não teve sucesso.

O Bayer Leverkusen não topou abrir mão do contrato até a metade de 2023 com Aránguiz e pediu pelo menos 5 milhões de euros (cerca de R$ 26 milhões) para fechar negócio. A expectativa é que o chileno assine um pré-contrato com o Internacional na virada do ano, quando restarem seis meses para o término do vínculo na Alemanha.

"O Inter está trabalhando no mercado, não parou. Fizemos uma janela no início de ano e algumas coisas ficaram mais para frente. Com a chegada do Mano (Menezes, técnico), teve uma mudança de perfil, e é nisso que estamos trabalhando agora. Avaliações estão sendo feitas no ponto de vista técnico e financeiro. Quando abrir a janela, esperamos contribuir com o grupo, mas sabendo que temos internamente alternativas", explicou Barcellos.